23 de junho de 2021
Campo Grande 30º 17º

Para Pedro Chaves, acusação de tucanos é armação

A- A+

O coordenador de campanha do candidato ao governo de Mato Grosso do Sul Delcídio do Amaral (PT), Pedro Chaves afirmou na tarde de hoje, para a reportagem do MS Notícias que acusação do também candidato ao governo do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB) sobre materiais produzidos na produtora Macarena Vídeos que são difamatórios contra o tucano não passam de mais uma armação deles.

 “É mais uma armação deles. Eles pegam versões de fatos reais e fazem o que vocês estão vendo. Temos fatos reais que comprovam isso”, afirma.

Questionado pela reportagem sobre o que o Delcídio e toda coligação do PT pretende fazer para explicar o acontecido, Pedro Chaves fala que não sabe ainda o que será feito, pois não tomou conhecimento do assunto.

Pedro Chaves aproveitou a oportunidade para ressaltar que não é a Macarena Vídeos a produtora do partido, pois o PT tem uma produtora própria desde o primeiro turno das eleições de 2014.

“Sobre o fato ocorrido hoje eu não tenho conhecimento, mas posso afirmar que desde o início das eleições de 2014 o PT tem uma produtora própria chamada VOE”, finaliza.

Caso

A PF (Polícia Federal) apreendeu na tarde de ontem material de campanha com conteúdo difamatório contra o candidato ao governo do Estado Reinaldo Azambuja (PSDB) na produtora Macarena Vídeos em Campo Grande, que seria responsável pela produção de programas da campanha eleitoral do candidato ao governo do Estado Delcídio do Amaral (PT).

Conforme informações da PF, peritos foram até o local ontem e, autorizados pelo dono da produtora, empresário Tuba Abrão, efetuaram busca e constataram a existência do material difamatório contra o candidato Reinaldo Azambuja nos computadores apontados pela denúncia. Com isso, dois discos rígidos de notebooks foram apreendidos e levados para análise. Entre o material estavam, inclusive, montagens com ataques à família do candidato do PSDB.

Todos os trabalhos dos peritos criminais da Polícia Federal e dos oficiais de Justiça foram acompanhados pelos advogados da coligação petista, que foram convocados a comparecer pela Polícia Federal, e da Macarena Vídeos. O auto de constatação foi encaminhado ao Juízo da 44ª Zona Eleitoral e, posteriormente, deve ser entregue ao Ministério Público Estadual.

Karla Machado e Dany Nascimento