25 de outubro de 2020
Campo Grande 32º 21º

Vereadores da oposição se defendem de críticas do líder do prefeito

</p>

<div>
<p style="text-align: justify;">Para o vereador Chiquinho Telles as afirmativas de Alex são infundadas e controversas, tendo em vista, que durante toda sua jornada política enquanto vereador, essa é a primeira vez que Alex adere à base de u

Para o vereador Chiquinho Telles as afirmativas de Alex são infundadas e controversas, tendo em vista, que durante toda sua jornada política enquanto vereador, essa é a primeira vez que Alex adere à base de u - Foto:

Os vereadores que integram o grupo de oposição da atual gestão municipal comentaram na manhã de hoje as declarações do vereador e líder do prefeito na Câmara, Alex do PT, que. em entrevista ao MS Notícias, considerou a oposição da maioria dos vereadores ao prefeito Alcides Bernal (PP), antidemocrática, ferrenha, excessiva e focada em um único objetivo: restabelecer a força dos antigos administradores da prefeitura de Campo Grande.

cabe,edil chi

Para o vereador Chiquinho Telles as afirmativas de Alex são infundadas e controversas, tendo em vista, que durante toda sua jornada política enquanto vereador, essa é a primeira vez que Alex adere à base de uma gestão. “Como sempre as declarações do Alex são infelizes. Ele sempre foi oposição e a fazia de forma ferrenha e nem por isso o prefeito deixava de atendê-lo”, disse.

Chiquinho explica que, ao contrário do que foi dito pelo petista, o papel de um vereador que integra a oposição, assim como os demais, é fiscalizar e cobrar o trabalho do executivo, bem como levar ao prefeito as solicitações provenientes da população. “Não trabalhamos para aterrorizar a vida do prefeito, apenas cobramos aquilo que está errado, aliás, ainda ensinamos o executivo a trabalhar. Eles sempre querem terceirizar a incompetência deles, todo mundo é culpado menos eles”, afirma.

O peemedebista Vanderlei Cabeludo enfoca que a falta de diálogo entre Alcides Bernal e a Câmara Municipal é um dos grandes causadores da ríspida relação entre os dois poderes. “Se houvesse diálogo e um pouco menos de arrogância por parte do Bernal creio que nem existiria oposição. Como podemos ficar quietos diante de tantos erros”, disse o vereador que faz ressalvas ao líder do prefeito, Alex do PT. “O Alex não tem nem mandato, está lá [Câmara Municipal] de tampão”.

Já Edil Albuquerque (PMDB) assim como Chiquinho relembra que durante a gestão dos ex-prefeitos de Campo Grande, André Puccinelli e Nelson Trad Filho, ambos PMDB, Alex do PT sempre foi opositor ferrenho ao governo e que o atual quadro municipal só comprova o quanto que a oposição a Bernal tem fundamentos para aderirem tal postura. “Um prefeito que não tem sete vereadores para ajudá-lo é a prova de que quem fracassou política e administrativamente foi ele”, completa.

Clayton Neves