20 de setembro de 2020
Campo Grande 27º 19º

Petista critica propagandas criadas por Puccinelli

Fazendo uso da palavra, o deputado estadual Cabo Almi (PT) criticou as atitudes do governador André Puccinelli (PMDB) por elaborar campanhas políticas direcionadas aos projetos criados em sua gestão. De acordo com o deputado, o governador exibe a entrega de viaturas e reforços no policiamento, mas isso só é realidade nas propagandas. “Eu gostaria de entender porque o governador faz tanta propaganda e na prática não cumpre com o que vem mostrando”.

Além de deputado, Cabo Almi é Presidente da Comissão de Segurança Pública e Defesa Social da Assembleia Legislativa e aproveitou o momento para destacar que a segurança do Estado está defasada e a população sofre com a realidade. “A diretora da Escola Estadual Teotônio Vilela me ligou na semana passada relatando que alguns alunos foram assaltados por homens armados ao saírem da escola e isso vem gerando preocupação porque temos poucas viaturas circulando pelas ruas. Não temos um efetivo suficiente para oferecer segurança à população”.

O deputado ressaltou ainda, que um cidadão que é assaltado tem que esperar de 3 a 4 horas para registrar um (BO) Boletim de Ocorrência. “É inaceitável que um cidadão que foi assaltado ainda tenha que esperar tanto tempo para registrar o fato ocorrido. Faltam pessoas trabalhando nas delegacias, faltam policiais, faltam viaturas e o nosso governador se preocupando com propagandas. Claro que o governador contratou alguns policiais através de concurso, comprou viaturas, mas ainda não foi suficiente para suprir tudo que precisamos”, ressalta Almi.

Rebatendo os argumentos apresentados pelo Cabo Almi, o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) afirmou que o governador fez muito por Mato Grosso do Sul. “Eu concordo com o deputado Almi de que temos muitos problemas na segurança, mas quero deixar claro que as propagandas feitas pelo governador retrata a realidade, pois Puccinelli investiu na segurança, mas assim como todo o Brasil, também temos grandes dificuldades em deter marginais”.

Dany Nascimento