22 de outubro de 2020
Campo Grande 32º 22º

Petistas criticam Giroto por não ter enviado documento sobre pedágio na BR-163 como havia prometido

Após votar a favor em primeira discussão ao projeto de lei que prevê a instalação de pedágios em Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Pedro Kemp (PT) usou a tribuna para deixar claro que seu voto foi sim, mas que ele e a bancada do PT (Partido dos Trabalhadores) solicitam com urgência que o secretário de Estado de Obras Públicas e de Transportes envie um documento fornecendo detalhes da aplicação de pedágio no Estado, cumprindo o que havia sido prometido durante uma reunião com os parlamentares no dia 11 de fevereiro.

“Eu votei a favor porque acho um projeto importante, mas é necessário que o secretário de obras envie o documento que prometeu, pois até hoje eu ainda não recebi e considero de extrema importância ter um documento que informe detalhes sobre o pedágio em MS. Temos que fazer um debate com a sociedade, principalmente nas regiões que vão receber o pedágio, temos que aprofundar e esclarecer os aspectos”, afirma Kemp.

Compartilhando as solicitações de Kemp, o deputado Amarildo Cruz (PT) deixou claro que também não recebeu o projeto e destacou que o documento é uma prioridade de seu partido. “Ressalto que nosso partido está totalmente envolvido com o assunto e necessita deste documento para entender melhor o projeto”.

Mas, rebatendo o que foi declarado por Amarildo Cruz (PT), o deputado Marquinhos Trad garantiu que receber este documento não é um interesse apenas do PT e sim de todos os deputados. “ Quero deixar claro que receber este documento não é uma vontade apenas do PT e sim, de todos os deputados, pois queremos entender em detalhes tudo que será instalado no Estado para decidir se trará benefícios ou não para a sociedade”.

Dany Nascimento