27 de fevereiro de 2021
Campo Grande 32º 22º

PHS fecha consenso para lançar Roberto Oshiro em 2016

O 1º secretário da ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), Roberto Oshiro, teve seu nome defendido pelas direções executivas municipal e estadual do PHS (Partido Humanista da Solidariedade) para ingressar no mosaico das pré-candidaturas à Prefeitura de Campo Grande em 2016.

O nome de Oshiro já vinha sendo especulado há algum tempo nos meios políticos e empresariais como alternativa para disputar espaços no debate sobre os problemas e soluções da cidade.

Advogado tributarista, consultor, empresário e integrante do corpo dirigente do PHS, Oshiro traz para o cenário, no entender das vozes mais experientes e de acordo com a radiografia das pesquisas qualitativas de intenção de voto, um perfil ajustado às novas exigências da sociedade. Liderança da geração emergente de interlocutores sociais, é um dos mais atuantes ativistas dos segmentos (comércio e indústria) da economia que mais geram empregos, com vocação para aglutinar formadores de opinião e fomentar iniciativas ajustadas às expectativas da comunidade.

“O que entendemos é que vivemos um momento de qualificar a representação social e política. O nosso tempo impõe respostas, resultados, confiança, capacidade, enfim, tudo que signifique concretamente a superação”, define Oshiro. “O comércio e a indústria, que respondem por mais de 80% dos postos de trabalho, precisam ser efetivados no processo de desenvolvimento local com efetivo poder de decisão, pela dimensão de sua importância”, afirma.

Envolvido na sondagem e nas discussões sobre os problemas e soluções para Campo Grande, Roberto Oshiro tem um a agenda sobrecarregada de convites para eventos em vários níveis, dentro e fora do Estado. Quando a Nação, por exemplo, debruçava-se sobre a polêmica que antecedeu o projeto da terceirização laboral, Oshiro, como 1º secretário da ACICG, era o único representante de Mato Grosso do Sul na I Reunião do Comitê Jurídico de 2015. organizado pela Confederação das Associações Comerciais e empresariais do Brasil, o evento mobilizou operadores do Direito no debate das demandas mais prementes do segmento.