25 de maio de 2024
Campo Grande 13ºC

ELEIÇÕES 2022

Presidente do PL assume: 'Não há sala secreta no TSE'

O aliado de Bolsonaro visitou, nesta quarta-feira (28.set.22), o setor de totalização de votos do TSE

A- A+

O condenado do mensalão, Valdemar Costa Neto, presidente do PL, partido de Jair Bolsonaro, desistiu de apoiar a “teoria da conspiração” propagada pelo presidente sobre fraude nas eleições.

Bolsonaro sempre insistiu na existência de uma “sala secreta” no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Neste local, funcionários do TSE manipulariam os resultados das eleições, segundo a tese fantasiosa.

O aliado do mandatário visitou, nesta quarta-feira (28.set.22), o setor de totalização de votos do TSE e afirmou que o local não é uma sala secreta. “Não tem mais (sala secreta). Agora é aberta”, disse. Porém, a sala já era aberta aos partidos e fiscais das eleições há muitos anos, não trata-se de "uma sala nova". 

Além de Costa Neto, participaram da visita representantes do PT, PDT, PTB, União Brasil, o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, e integrantes de entidades de observação das eleições.

O presidente do TSE e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, declarou que a sala não é “secreta” nem “escura”, palavras utilizadas por Bolsonaro.

“Não há contagem manual de votos. A partir do momento em que cada urna eletrônica é finalizada, já sai o boletim de urna com os votos. Isso entra no sistema. Esse sistema faz a totalização a partir do programa que nós mesmos lacramos nas urnas”, relatou Moraes, de acordo com reportagem de Mateus Vargas, na Folha de S.Paulo.

Vinte funcionários do tribunal trabalham na sala. Eles desenvolvem e monitoram os sistemas que recebem os dados de boletins de urna para a totalização dos votos.

“Uma sala que ninguém sabe o que acontece lá dentro”, disse Bolsonaro

Na última semana, Bolsonaro declarou que as Forças Armadas pretendem “colocar técnicos” dentro da “sala-cofre” do TSE. “Uma sala que ninguém sabe o que acontece lá dentro”, disse ele. Em seguida, Moraes convidou os candidatos a presidente para visitarem o local, no sábado (24.set.22).