14 de maio de 2021
Campo Grande 26º 17º

Puccinelli volta a falar sobre convite de PT ao PMDB e deixa dúvida se pretende ou não aceitar

A- A+

O governador do Estado André Puccinelli (PMDB) desafiou o senador Delcídio do Amaral a provar que o ministro chefe da Casa Civil Aluizio Mercadante não ofereceu a vaga de vice e Senado na chapa do pré-candidato petista Delcídio do Amaral ao governo do Estado para o PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro). Segundo informações veiculadas pela imprensa recentemente, o senador Delcídio do Amaral afirmou desconhecer esse convite. Questionado sobre o fato, André simplesmente, respondeu: "Ou ele (Delcídio) está mentindo ou eu estou mentindo. Pergunte ao Mercadante eu aceito o desafio". Puccinelli voltou de Brasília na última semana com humor renovado e desde então tem declarado á imprensa e aos seus correligionários que o PT (Partido dos Trabalhadores) está em busca de uma aliança com PMDB, ao contrário do que os petistas têm dito todas as vezes em que são questionados sobre o assunto. O governador voltou a dizer hoje que o interesse maior é PT e não de seu partido. "Faziam tanta onda e agora estão nos dando a vice e o Senado", afirmou. Na última sexta-feira, entrevista ao MS Notícias, durante aniversário de 34 anos do PT, o presidente regional do partido, Paulo Duarte, tentou amenizar a situação e afirmou que Mercadante estava conversando com todos os governadores do PMDB do Brasil e fazendo o convite de aliança em nome da aliança nacional, deixando claro que essa não era uma exclusividade de André Puccinelli. Se o convite foi feito ou não, paira a dúvida no ar, mas as recém declarações dos petistas sul-mato-grossenses que tentam a todo custo esvaziar a importância de tal convite denotam a preocupação do partido diante da possibilidade de o convite ser aceito. Assim como Paulo Duarte, o senador Delcídio e deputados estaduais e federais do partido reafirmam desde o último final de semana que existindo ou não convite aliança com PMDB é praticamente impossível, desde que, segundo alguns, os peemedebistas abram mão de lançar o ex-prefeito de Campo Grande Nelson Trad Filho como candidato ao governo do Estado. Heloísa Lazarini e Diana Christie