22 de maio de 2024
Campo Grande 23ºC

RADICAIS DE EXTREMA DIREITA

"Que fique cego": PF prende bolsonaristas que impediram passagem de criança para cirurgia

Dois empresários e um motorista apoiadores de Bolsonaro

A- A+

Em uma ação conjunta com forças estaduais, a Polícia Federal prendeu dois empresários e um motorista, todos apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) responsáveis pelo bloqueio de rodovias em Rondônia. Em um dos casos, eles impediram que o pai levasse seu filho para uma cirurgia ocular. A reportagem é da Revista Fórum.

"Que fique cego", disse na ocasião um dos golpistas que foi preso neste sábado (31.dez.22).

Segundo a PF, os três lideraram grupos extremistas para fechar a principal rodovia que interliga os municípios do sul de Rondônia.

Eles estão sendo indiciados por associação criminosa, incêndio e constrangimento ilegal, cujas penas somadas podem chegar a 10 anos de reclusão.

"Mesmo pessoas com crianças que dependiam de tratamento de saúde foram impedidas e constrangidas pelo grupo de manifestantes", afirma a PF, que prendeu os bolsonaristas nas cidades de Colorado do Oeste e Cerejeiras, no sul do estado.

Os nomes dos três presos não foram divulgados. Além dos mandados de prisão, os policiais cumpriram três ordens de busca e apreensão.

Durante as investigações, a PF e o MP apuraram que o grupo coagiu servidores públicos, impediu pessoas de trafegar ou obrigavam elas a aderir ao movimento, comércio foi obrigado a fechar como forma de apoio à manifestação, pessoas foram impedidas de abastecer seus veículos livremente, caminhões tanques foram impedidos de passar, quantidade de combustível foi limitado para os moradores.

DESUMANIDADE

Vídeo que circulou nas redes sociais no dia 23 de novembro mostrou a desumanidade dos golpistas diante do pai que levara o filho para uma cirurgia ocular.

Morador de Sorriso, região golpista no "Nortão" do Mato Grosso, Eder Rodrigues Boa Sorte levava para Cuiabá o filho, de 9 anos, para fazer uma cirurgia para não perder o globo ocular após um acidente na escola, quando se deparou com o bloqueio na BR-163.

Ao se deparar com os golpistas, Eder explicou que obteve a liberação para cirurgia da Secretaria Municipal de Sorriso ao vencer uma batalha judicial e que precisa levar o filho com urgência para Cuiabá para tentar recuperar a visão.

"Mostrei os documentos da cirurgia, mas não quiseram saber e um deles já puxou um facão. Me exaltei quando expliquei que meu filho poderia perder o globo ocular e um deles falou: 'que fique cego", disse Eder ao jornal O Globo.

Na discussão, um golpista ainda mandou o homem levar o filho "a pé" até a capital matogrossense e, aos berros, falava: "não vai passar", diante do choro do menino. Veja o vídeo abaixo: