23 de outubro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Resultado da Comissão de Ética que investiga vereadores na Coffee Break fica para 2016

A- A+

A Comissão de Ética que apura possível quebra de decoro dos vereadores investigados na Operação Coffee Break se reuniu na manhã desta quarta-feira (11) e definiu que o processo será julgado somente em 2016. 

Após a reunião, o presidente da Comissão, vereador João Rocha (PSDB) destacou que os vereadores apresentaram uma lista grande de testemunhas, em torno de 80 pessoas, o que prolongaria os trabalhos da Comissão. Com o número, foi definido que cada vereador analisará apenas três testemunhas de defesa, o que daria em torno de 30 pessoas para serem ouvidas. 

Deliberações
O presidente ainda está aguardando a resposta do MPE (Ministério Público Estadual) para ter acesso aos novos depoimentos dos vereadores, feitos pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado). Os trabalhos estão sem prazo para conclusão e ainda em fase de instrução, com oitivas realizadas as quartas-feiras, resumindo em meses de trabalho. 
Os vereadores envolvidos na investigação do Gaeco que resultou a Operação Coffee Break são Mario Cesar (PMDB); Airton Saraiva (DEM); Edil Albuquerque (PMDB); Waldecy Batista Nunes, o Chocolate (PP); Gilmar da Cruz (PRB); Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB); Edson Shimabukuro (PTB), Paulo Siufi (PMDB) e Jamal Salem (PR).