13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

Sem consenso, deputados aliados brigam por presidência na Assembleia

A- A+

Ao contrário do que vem sendo defendido pelo governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), para que haja consenso entre os deputados na hora de escolher o candidato a disputar cargo de presidente da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), dois deputados aliados a Reinaldo estão longe de chegar a um acordo ao falar do assunto.

O deputado estadual Zé Teixeira (DEM) que foi eleito pela coligação “Novo Tempo” afirmou na tarde de hoje, que pedirá o apoio do deputado estadual Onevan de Matos (PSDB) para ser indicado como presidente da casa de leis, mesmo tendo conhecimento de que o tucano também deseja ser o novo presidente da Assembleia.

“Não terá disputa, acredito no consenso dos parlamentares. Eu vou pedir o apoio do deputado Onevan também. Não existe disputa na Assembleia, nunca existiu e agora também será assim”, diz o deputado Zé Teixeira.

Ao tomar conhecimento do pedido vindo de Zé Teixeira, Onevan diz que fará o mesmo e demonstra um clima de disputa no ar, ressaltando que também deseja ter o apoio de Zé Teixeira.

“Também vou pedir o apoio dele. Acredito que deve haver um consenso dos parlamentares, mas isso ainda deve ser discutido na base do partido e só depois, ser conversado com os outros deputados”, explica Onevan.

O deputado do PSDB ressalta que a palavra final será do governador tucano, que deverá avaliar os nomes disponíveis e indicar um para a disputa, levando em consideração que para Reinaldo não seria viável ter dois nomes na disputa, dividindo votos, aumentando assim, as chances do deputado do PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro), Junior Mochi que também colocou seu nome para disputar o cargo.

De acordo com Onevan, Azambuja deverá definir essa questão após o dia 10 de janeiro para que o escolhido comece a dialogar e obter o apoio de parlamentares de outras siglas.

Dany Nascimento