04 de maro de 2021
Campo Grande 32º 22º

Sob suspeição e envolvido em denúncias, Eduardo Cunha ganha festa de Marun

A notícia ganhou repercussão nacional ao ser publicada na Revista Época, coluna Expresso, por Murilo Ramos com Ricardo Della Coletta e foi publicada como título principal da coluna: “Eduardo Cunha reúne cerca de 50 aliados em festa de aniversário animada”.

“Comemoração contou com show musical, “mesa de ministros” e deputado assumindo despesas de R$ 800 de outros colegas

Eram sete da noite de terça-feira (29) quando o deputado Carlos Marun (PMDB – erroneamente colocado como deputado pelo Rio Grande do Sul) começou a mobilizar os deputados do partido para a festa de aniversário do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Os peemedebistas foram avisados que o encontro ocorreria após o fim da votação no Plenário da Casa, num restaurante do Lago Sul, em Brasília. Não por acaso, a sessão da terça não se estendeu até muito tarde e foi encerrada pouco antes das 21 horas.” (Veja vídeo abaixo)

Carlos Marun, de acordo com comentários entre os participantes, teria motivos para atuar como “promoter” da festa de aniversário de Eduardo Cunha, com a presença de ministeriáveis peemedebistas, ocupando estrategicamente uma mesa distante o suficiente dos ouvidos maliciosos. Na mesa, Manoel Junior (PB), Marcelo Castro (PI), Celso Pansera (RJ) e José Priante (PA).

A verba que Marun despendeu, pelo que se comenta na Câmara, não causará nenhum rombo orçamentário, uma vez que os favorecimentos que o agrado proporcionaram serão bem maiores que o desgaste financeiro ou político que o ato possa trazer.

Muito festejado por Marun, Eduardo Cunha fez um curto discurso evitando qualquer tema espinhoso. “Que a gente sempre continue juntos, brigando, lutando, compartilhando, sofrendo e rindo. A gente juntos sempre foi muito mais forte”, discursou. Pouco mais havia a ser dito, era festa e com tantos enforcados no mesmo espaço, falar em corda estava proibido.