19 de maio de 2024
Campo Grande 18ºC

RADICAIS DE EXTREMA DIREITA

Terrorista esteve em sessão do bolsonarista Eduardo Girão

Casa legislativa terá segurança reforçada

A- A+

O terrorista bolsonarista George Washington de Oliveira Sousa, de 54 anos, que foi preso por montar um artefato explosivo em um caminhão de combustível, perto do Aeroporto de Brasília, no sábado (24.dez.22), esteve no dia 30 de novembro em uma audiência pública da Comissão de Transparência e Fiscalização (CTFC), realizada pelo senador Eduardo Girão (Pode-CE), aliado de Jair Bolsonaro (PL).

Em razão disso, a Polícia Legislativa do Senado anunciou nesta 2ª.feira (26.dez.22), mudanças que tornaram mais rígidas as regras para entrada no local.

Segundo a Polícia Civil, George confessou que teve "motivação ideológica" em sua tentativa de ataque terrorista. Ele foi levado ao Complexo Penitenciário da Papuda (presídio da Papuda). Mostramos mais cedo essa situação aqui no MS Notícias. 

Girão é político bolsonarista que atua como "advogado" do mandatário no Senado. Desde que Bolsonaro foi derrotado, o trabalho de Girão se resumiu a montar comissões para contestar o resultado das eleições presidenciais. Estimular ataque a conduta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a legitimidade das pesquisas de intenção de voto. Bolsonaristas, políticos e apoiadores compareceram como visitantes, entre eles, o terrorista. A íntegra da sessão pública.

Girão numa sessão do dia 30 de novembro, para discutir a fiscalização das inserções de propagandas politicas eleitorais. Foto: ReproduçãoGirão numa sessão do dia 30 de novembro, para discutir a fiscalização das inserções de propagandas politicas eleitorais. Foto: Reprodução