08 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 22º

Vereadores são cassados por compra de votos, confira quem assume cadeira na Câmara

A- A+

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) cassou mandato de três vereadores de Campo Grande acusados de compra de votos nas eleições 2012.

Por decisão unânime que seguiu parecer do relator, ministro Admar Gonzaga Neto, Thais Helena (PT), Paulo Pedra (PDT) e Delei Pinheiro (PSD) tiveram mandato cassados. Eles jpa haviam sido cassado pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) em 2013, porém, os três ingressaram ações cautelares no TSE.

Em 2012, os vereadores foram denunciados por comprar votos oferecendo tickets de gasolina em troca de votos. Depois de investigações, o Ministério Público Eleitoral efetuou denúncia. Com cassação, assume no lugar de Thais Helena, Roberto Santos Duraes, do PT (1890 votos), no lugar de Delei Pinheiro, assume Juliana Zorzo  do PSC (2882 votos) que já ocupou cadeira na Câmara como suplente e Herculano Borges, e no lugar de Paulo Pedra, o vereador Eduardo Cury do PTdoB (3440 votos) tem cadeira garantida.

Cury já atua como vereador no lugar de Paulo Pedra desde setembro deste ano quando o pedetista se licenciou para ocupar cargo de secretário de governo e relações institucionais em nova fase do mandato de Alcides Bernal (PP).

Esta semana, Pedra havia conversado com MS Notícias sobre expectativa em relação ao julgamento desta terça-feira (17). O secretário havia dito que iria aguardar resultado, mas que pretendia voltar para Câmara. Rumores apontam para desgaste entre ele e prefeito Alcides Bernal.