29 de maio de 2024
Campo Grande 18ºC

ELEIÇÕES 2022

Vídeo: Bolsonaro unido aos Maçons

Apesar de pouco ter sido falado nisso, antes do 1º turno agora, em 15 de setembro de 2022, Bolsonaro se uniu a centenas de maçons no 2º Encontro de Lideranças Empresariais Maçônicas, em São Paulo

A- A+

Um vídeo de cerca de dois minutos em que o presidente Jair Bolsonaro (PL) discursa em uma loja da Maçonaria entrou na lista dos assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta terça-feira (4.out.22). As imagens foram extraídas de um vídeo mais longo, que já havia sido publicado em 2017, antes mesmo de Bolsonaro assumir sua candidatura ao Planalto. Durante sua fala, ele dizia na época, não ser “candidato a nada”, alertava um suposto “perigo ideológico” e afirmava ao grupo que era preciso “fugir da política tradicional”.

Nas redes sociais, as imagens têm sido usadas por opositores para aumentar a rejeição do presidente em um dos segmentos mais fortes de seu eleitorado, os evangélicos.

Apesar de pouco ter sido falado nisso, antes do 1º turno agora, em 15 de setembro de 2022, Bolsonaro se uniu a centenas de maçons no 2º Encontro de Lideranças Empresariais Maçônicas, em São Paulo. A campanha do presidente tratou de abafar a proximidade do líder com esse grupo, inclusive, nem mesmo fotos sobre isso eles fizeram. 

O trecho que viralizou nas redes tem sido compartilhado por páginas de entretenimento, além de usuários declaradamente críticos ao presidente. Os internautas apontam contradição pela relação dele com as igrejas Católica e, especialmente, Evangélica.

“Não estou candidato a nada. A dois anos atrás, resolvi andar pelo Brasil. Sair da zona de conforto que é um mandato parlamentar. É quase como estar no paraíso para quem não tem responsabilidade. Busquei as regiões, fui atrás de problemas e como resolvê-los sem dinheiro. Onde é que o calo aperta para nós brasileiros, quais são os grandes problemas temos que enfrentar”, discursou o presidente. Na última reunião de Bolsonaro com o grupo não foi permitido gravar nada. Mas após a circulação desse vídeo nas redes, alguns internautas se manifestaram. Veja o vídeo:  

“Estou me sentindo traída. Defendi o Bolsonaro do indefensável. Estive sempre ao lado do presidente. E agora descubro laços dele com a maçonaria. Lamentável. Infelizmente, votarei no nove dedos neste segundo turno”. “Simplesmente bizarro, eu me arrepiei toda vendo esse vídeo. Que horrível ver o Brasil nas mãos desse homem. Meu voto nunca mais terá”. “Que decepção, meus irmãos! Estou desolado! O que será do nosso Brasil?” Esses são alguns dos comentários de usuários das redes. 

O filho 01 do presidente, Flávio Bolsonaro, também se encontrou com a maçonaria. Foto: Reprodução O filho 01 do presidente, Flávio Bolsonaro, também se encontrou com a maçonaria. Foto: Reprodução 

Outro caso que envolve figuras bolsonaristas à maçonaria é a Abertura da 48ª Assembleia Geral Ordinária da Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil (CMSB), na qual compareceram Flávio Bolsonaro e General Hamilton Mourão. VEJA AQUI.