22 de maio de 2024
Campo Grande 25ºC

NOVELA PANTANAL

Após morte trágica do filho, Tenório comete loucura "Volta pra mim"

Filho caçula de Tenório vai morrer em Pantanal

A- A+

O ator Cauê Campos já gravou o desfecho trágico de seu personagem, Roberto, em Pantanal. O filho mais novo de Tenório (Murilo Benício) será assassinado por um jagunço contratado pelo grileiro no remake assinado por Bruno Luperi.


Diferentemente do que aconteceu na primeira versão da novela em 1990, exibida na extinta TV Manchete quando o final do jovem foi “comido por uma cobra”, como a mãe do intérprete disse quando ele foi escalado para o folhetim. O rapaz dessa vez será assassinado. A cena com a mudança feita pelo autor Bruno Luperi é a primeira de morte feita por Cauê Campos, que tem 20 anos.
 

“É a primeira vez que morro em algum trabalho. Tem todo um simbolismo, essa questão de como vou estar e com quem”, disse o ator da Globo em entrevista que concedeu ao jornal Extra, publicação do Grupo Globo.

Assim como no remake, a obra original de Pantanal, escrita por Benedito Ruy Barbosa exibida pela Manchete em 1990, o vilão também tinha outra família.
 

Tenório era vivido por Antônio Petrin, e Zuleica foi interpretada por Rosamaria Murtinho. Já os filhos Marcelo, Renato e Roberto foram interpretados, por Tarcísio Filho, Ernesto Piccolo e Eduardo Cardoso, respectivamente.

Nos próximos capítulos de Pantanal, a família se muda para a fazenda de Tenório e o adolescente morrerá, abalando a todos, especialmente os pais, que se culpam pelo ocorrido.

VILÃO SE SENTIRÁ CULPADO

Tenório será culpado indiretamente pela morte do filho. É que ele vai contratar um matador de aluguel para “acabar” com os herdeiros de José Leôncio (Marcos Palmeira). O plano do vilão é se apossar do patrimônio do vizinho. Roberto, que já descobriu parte dos crimes do pai, estará no barco com o capanga quando acabará morto por ele.

Roberto acabará assassinado por Solano (Rafael Sieg) porque o filho do vilão vai se deparar com o capanga armado e começará a fazer perguntas, tendo um desfecho diferente da versão original, mas também tão trágico quanto Pantanal de 1990.

Quando o pistoleiro anunciar a desgraça, Tenório pegará um barco, seguirá para o local indicado e tentará encontrar o filho. Mas as tentativas desesperadas não terão fruto. “Ela [a sucuri] não pode ter levado o meu filho embora de mim… Não pode”, murmurará o marido de Maria Bruaca (Isabel Teixeira), achando que o filho foi devorado por uma cobra pantaneira.

“Por que tinha que acontecê uma coisa dessa? Por que, meu Deus? Por quê? Volta para casa, Roberto… Volta para mim, filho… Volta pra mim... Volta pra mim”, suplicará Tenório. Apesar das maldades do grileiro, Marcelo (Lucas Leto) e Renato (Gabriel Santana) não conseguirão segurar a pena do pai.