14 de junho de 2024
Campo Grande 31ºC

Cinema

Cine MIs exibe filmes com entrada franca durante este mês

A- A+

O Museu da Imagem e do Som da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul continua até o dia 27 de fevereiro a exibição gratuita de filmes nacionais de longa-metragem de seu próprio acervo. As sessões acontecem de segunda a sexta-feira, sempre às 14 horas e fazem parte do Programa CineMIS Especial de Férias.

Os filmes que serão exibidos no Programa CineMIS Especial de Férias foram doados pela Agência Nacional do Cinema e compõem um panorama abrangente e diversificado da recente produção  cinematográfica nacional, desconhecida por grande parte do público em geral, possibilitando certa reflexão sobre a identidade brasileira a partir das muitas possibilidades de expressão já realizadas no país por meio da linguagem audiovisual.

Confira a sinopse e as datas de exibição dos filmes de fevereiro:

 2 de fevereiro – “Santiago” - Em 1992 o diretor João Moreira Salles planejou o documentário "Santiago", baseado na vida do mordomo da casa de sua família. Devido à sua incapacidade em editar as cenas filmadas, o longa-metragem nunca foi concluído. Em 2005 o diretor voltou a trabalhar sobre as cenas gravadas, encontrando outro foco no material rodado.

Classificação indicativa: Livre; Gênero: Documentário; Idioma: Português; Duração: 79min; Ano: 2007.

3 de fevereiro – “O banheiro do Papa” - 1998, cidade de Melo, na fronteira entre o Brasil e o Uruguai. O local está agitado, devido à visita em breve do Papa. Milhares de pessoas virão à cidade, o que anima a população local, que vê o evento como uma oportunidade para vender comida, bebida, bandeirinhas de papel, souvenires, medalhas comemorativas e os mais diversos badulaques. Beto (César Trancoso), um contrabandista, decide criar o Banheiro do Papa, onde as pessoas poderão se aliviar durante o evento. Mas para torná-lo realidade ele terá que realizar longas e arriscadas viagens até a fronteira, além de enfrentar sua esposa Carmen (Virginia Mendez) e o descontentamente de Silvia (Virginia Ruiz), sua filha, que sonha em ser radialista.

Classificação indicativa: 10 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 98min; Ano: 2007.

4 de fevereiro – “Viva Voz” - Duda (Dan Stulbach) é um empresário inseguro que está para receber uma alta quantia em dinheiro proveniente de uma transação ilegal. Duda pretende usar a quantia para pôr sua vida em ordem, inclusive encerrar o longo romance que mantém com Karina (Graziella Moretto), sua amante. Porém, quando Karina tenta agarrar Duda, ela acidentalmente liga o celular dele, que faz uma ligação para Mari (Vivianne Pasmanter), esposa de Duda. É quando, através da ligação, ela descobre que seu marido a está traindo e parte ao seu encontro.

Classificação indicativa: 12 anos; Gênero: Comédia; Idioma: Português; Duração: 87min; Ano: 2004.

5 de fevereiro – “A casa de Alice” - Alice (Carla Ribas) é uma manicure que tem em torno de 40 anos e está com a vida estagnada. Ela mora na periferia da cidade de São Paulo com seu marido e seus três filhos. Ao lado da família tenta levar a vida do melhor jeito possível ao enfrentar os problemas do dia-a-dia. Alice sabe que o marido encontra outras mulheres, mas releva porque também sai com outros homens.

Classificação indicativa: 14 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 92min; Ano: 2007.

6 de fevereiro – “Árido movie” - Jonas (Guilherme Weber) é o repórter do tempo de uma grande rede de TV que mora em São Paulo, mas está rumo à sua cidade-natal, localizada no interior do nordeste. O motivo é a morte de seu pai (Paulo César Pereio), com quem teve pouquíssimo contato e que foi assassinado inesperadamente. Jonas enfrenta problemas para chegar à cidade, até que recebe carona de Soledad (Giulia Gam), uma videomaker que está fazendo um documentário sobre a água no sertão. Ao chegar ele encontra uma parte da família a qual não conhecia até então, que lhe cobra que se vingue da morte do pai.

Classificação indicativa: 16 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 118min; Ano: 2005.

9 de fevereiro – “Entreatos” - De 25 de setembro a 27 de outubro de 2002 a equipe de filmagem acompanhou passo a passo a campanha de Luís Inácio Lula da Silva à presidência da República. O filme revela os bastidores de um momento histórico através de material exclusivo, como conversas privadas, reuniões estratégicas, telefonemas, traslados, gravações de pronunciamentos e programas eleitorais.

Classificação indicativa: Livre; Gênero: Documentário; Idioma: Português; Duração: 117min; Ano: 2004.

10 de fevereiro – “A dona da história” - Rio de Janeiro, 1968. Quando tinha 18 anos Carolina (Débora Falabella) conhece o grande amor da sua vida, Luís Cláudio (Rodrigo Santoro), seu primeiro e único namorado, com quem se casa. Aos 55 anos, com os quatro filhos já crescidos, pretendem vender o apartamento em que vivem, morar num apart-hotel e viajar. Por ele a viagem dos sonhos seria Cuba, mas ela sempre quis conhecer Paris. No decorrer da venda do imóvel acontecem pequenos conflitos, pois Carolina (Marieta Severo) passa a crer que o amor que tinham um pelo outro acabara e propõe a Luís (Antônio Fagundes) terminarem o casamento. Ele, por sua vez, retruca dizendo que é mais uma discussão passageira. O imóvel é vendido. Os dois pegam o elevador do prédio e, antes de cada um ir para um canto, Luís insiste que deveriam viajar e entrega a Carolina uma passagem aérea, que ela não dá importância. Ela vai tomar um banho e então começa um grande momento de reflexão, no qual "se encontra" com a jovem Carolina, ou seja, ela mesma, e começa a pensar como teria sido sua vida se, no dia que Luís a pediu em casamento, ela tivesse dito não. Através de um confronto e diálogo com a jovem que foi aos 18 anos, ela revive os sonhos do passado e as possibilidades de ter seguido outros rumos e conhecido outros amores. Na maturidade Carolina viverá plenamente o privilégio de rever a sua própria história e se reencontrar no que foi, no que não foi e no que poderia ter sido, ao lado ou longe do grande amor de sua vida.

Classificação indicativa: 10 anos; Gênero: Comédia Romântica; Idioma: Português; Duração: 87min; Ano: 2004.

11 de fevereiro – “Trair e coçar é só começar” - Num condomínio de classe média alta uma confusa e intrometida empregada, Olímpia (Adriana Esteves), sempre considerou seus patrões, Inês (Bianca Byington), uma arquiteta, e Eduardo (Cássio Gabus Mendes), um médico, o casal mais perfeito e apaixonado do mundo. Eles estão prestes a completar 15 anos de casados, o que faz com que Olímpia e Inês preparem uma surpresa a Eduardo, que está retornando de um congresso em Brasília. Porém Olímpia erroneamente supõe que Eduardo esteja traindo a esposa com Salete (Lívia Rossy), uma dançarina que Eduardo conheceu na viagem de volta. Logo ele começa a pensar que Inês está tendo um caso com Cláudio (Otávio Muller), o síndico do prédio. Cristiano (Mário Schoemberger) e Lígia (Mônica Martelli), que também são casados e se amam, são também vítimas de interpretações erradas, que causam ainda mais confusões. Em pouco tempo mais pessoas são envolvidas e o prêdio vira um pandemônio.

Classificação indicativa: 12 anos; Gênero: Comédia; Idioma: Português; Duração: 92min; Ano: 2006.

12 de Fevereiro – “Era uma vez” - Rio de Janeiro. Dé (Thiago Martins) mora na favela do Cantagalo, em Ipanema. Filho da empregada doméstica Bernadete (Cyria Coentro) e abandonado pelo pai, Dé viu seu irmão Beto ser assassinado por um traficante e seu outro irmão, Carlão (Rocco Pitanga), ser exilado da favela pelos bandidos. Decidido a não seguir o caminho do crime, Dé trabalha vendendo cachorro-quente num quiosque da praia. De lá ele observa Nina (Vitória Frate), filha única de uma família rica que mora na Vieira Souto, em frente à praia. Os dois se conhecem na praia e acabam se apaixonando. Porém as diferenças entre seus mundos de origem geram diversas críticas e preconceitos velados.

Classificação indicativa: 14 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 114min; Ano: 2008.

13 de fevereiro – “Ultima parada 174” - Rio de Janeiro, 1983. Marisa (Cris Vianna) amamenta o pequeno Alessandro (Marcello Melo Jr.), em sua casa na favela. Viciada em drogas, assiste impotente seu filho ser retirado de suas mãos pelo chefe do tráfico local, devido à uma dívida não paga. Dez anos depois Sandro (Michel Gomes), filho único, vê sua mãe ser morta por dois ladrões. Apesar de ficar sob os cuidados da tia, ele decide fugir e passa a conviver com um grupo de garotos que dorme na igreja da Candelária, onde tem acesso ao mundo das drogas. Apesar de não saber ler ou escrever, Sandro sonha em ser um famoso compositor de rap. Para tanto ele espera a ajuda de Walquíria (Anna Cotrim), que realiza um trabalho voluntário junto a meninos de rua. Só que Sandro testemunha mais uma tragédia, a chacina da Candelária, onde 8 meninos de rua foram mortos pela polícia. Este evento aproxima Sandro e Alessandro, que passam a ter um forte convívio.

Classificação indicativa: 16 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 110min; Ano: 2008.

19 de fevereiro – “Quanto vale ou é por quilo?” - Uma analogia entre o antigo comércio de escravos e a atual exploração da miséria pelo marketing social, que forma uma solidariedade de fachada. No século XVII um capitão-do-mato captura um escrava fugitiva, que está grávida. Após entregá-la ao seu dono e receber sua recompensa, a escrava aborta o filho que espera. Nos dias atuais uma ONG implanta o projeto Informática na Periferia em uma comunidade carente. Arminda, que trabalha no projeto, descobre que os computadores comprados foram superfaturados e, por causa disto, precisa agora ser eliminada. Candinho, um jovem desempregado cuja esposa está grávida, torna-se matador de aluguel para conseguir dinheiro para sobreviver.

Classificação indicativa: 14 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 108min; Ano: 2005.

20 de fevereiro – “Cazuza - O tempo não para” - A vida louca que marcou o percurso profissional e pessoal de Cazuza (Daniel de Oliveira), do início da carreira, em 1981, até a morte em 1990, aos 32 anos: o sucesso com o Barão Vermelho, a carreira solo, as músicas que falavam dos anseios de uma geração, o comportamento transgressor e a coragem de continuar a carreira, criando e se apresentando, mesmo debilitado pela Aids.

Classificação indicativa: 16 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 98min; Ano: 2004.

23 de fevereiro – “O mundo em duas voltas” - Em 1519 o capitão português Fernão de Magalhães arriscou-se a viajar na contramão das grandes navegações e acabou provando que a Terra era redonda. Em 1997 a família Schürmann decidiu realizar uma nova volta ao mundo, seguindo o trajeto feito por Magalhães mais de 5 séculos antes.

Classificação indicativa: Livre; Gênero: Documentário; Idioma: Português; Duração: 91min; Ano: 2007.

24 de fevereiro – “Não por acaso” - Ênio (Leonardo Medeiros) é um engenheiro de trânsito que comanda o fluxo de carros em São Paulo. Ele possui uma mania de controle que também se reflete em sua casa, onde suas ações são extremamente controladas. Ele se surpreende quando reencontra Mônica (Graziella Moretto), sua ex-mulher, que lhe diz que sua filha Bia (Rita Batata), de 16 anos, deseja conhecê-lo. O encontro é adiado devido a um acidente sofrido por Mônica, que atropela Teresa (Branca Messina). Ambas morrem, o que faz com que Ênio e Pedro (Rodrigo Santoro), namorado de Teresa e dono de uma marcenaria especializada na construção de mesas de sinuca, entrem em luto. Seis meses depois Bia encontra Ênio, mas pai e filha enfrentam dificuldades em se relacionar. Já Pedro é forçado a visitar o antigo apartamento de Teresa, onde agora vive Lúcia (Letícia Sabatella).

Classificação indicativa: 10 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 100min; Ano: 2007.

25 de fevereiro – “O outro lado da rua” - Regina (Fernanda Montenegro) é uma mulher de 65 anos de sinceridade excessiva e ironia incontida que vive em Copacabana com sua cachorrinha vira-lata. Para esquecer a solidão e se distrair ela participa de um serviço da polícia, no qual aposentados denunciam pequenos delitos. Em uma noite de abandono, “fiscalizando” com seu binóculo o que acontece nos prédios do outro lado da rua, Regina presencia o que lhe parece ser um homem matando sua mulher com uma injeção letal. Ela chama a polícia, mas o óbito é dado como morte natural. Desmoralizada, Regina resolve provar que estava certa e acaba se envolvendo com o suposto assassino.

Classificação indicativa: 12 anos; Gênero: Violência; Idioma: Português; Duração: 97min; Ano: 2004.

26 de fevereiro – “O Cheiro do Ralo” - Lourenço (Selton Mello) é o dono de uma loja que compra objetos usados. Aos poucos ele desenvolve um jogo com seus clientes, trocando a frieza pelo prazer que sente ao explorá-los, já que sempre estão em sérias dificuldades financeiras. Ao mesmo tempo Lourenço passa a ver as pessoas como se estivessem à venda, identificando-as através de uma característica ou um objeto que lhe é oferecido. Incomodado com o permanente e fedorento cheiro do ralo que existe em sua loja, Lourenço vê seu mundo ruir quando é obrigado a se relacionar com uma das pessoas que julgava controlar.

Classificação indicativa: 14 anos; Gênero: Comédia; Idioma: Português; Duração: 112min; Ano: 2007.

27 de fevereiro – “Cabeça a Prêmio” - Miro (Fúlvio Stefanini) e Abílio (Otávio Muller) são irmãos e prósperos pecuaristas do centro-oeste brasileiro. Simultaneamente controlam uma pequena rede de negócios ilícitos. Miro possui forte ligação afetiva com sua família, em especial a esposa Jussara (Ana Braga) e a filha Elaine (Alice Braga). Abílio discorda do modo como o irmão conduz seus negócios e acompanha, de longe, o envolvimento da sobrinha com o piloto Dênis (Daniel Hendler). A revelação deste romance e as investidas de Abílio contra Dênis mudam completamente o panorama familiar.

Classificação indicativa: 16 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 104min; Ano: 2009.

Serviço: As exibições são gratuitas e acontecem de segunda a sexta, sempre às 14 horas. Consulte a classificação indicativa por dia da semana. Já a Mostra de Fotografias “Patrimônio Histórico e Cultural de MS – NOB 100 anos” pode ser visitada de segunda a sexta, das 7h30 às 17h30. O Museu da Imagem e do Som fica no Memorial da Cultura, Avenida Fernando Correa da Costa, 559, 3º andar.