16 de setembro de 2021
Campo Grande 32º 21º

Conheça opções de tratamento para a calvície

A- A+

Inúmeras razões podem fazer com que os fios de cabelo caiam, mas a queda definitiva, isto é, a calvície, é a que mais preocupa as pessoas. Essa disfunção é chamada de calvície androgênica e está diretamente ligada à presença de testosterona e fatores genéticos. Em indivíduos predispostos, o hormônio masculino reage com a enzima 5-alfa-redutase e gera diidrotestosterona (DHT), substância que causa a perda de cabelo.

Como os homens possuem testosterona em maior quantidade, as chances de eles desenvolverem a calvície é maior do que as mulheres. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde, a probabilidade de um homem ter calvície até os 50 anos é de 50%. A boa notícia é que atualmente os pacientes contam com tratamentos cada vez mais tecnológicos e eficientes, que devolvem os fios e a autoestima em pouco tempo. Confira as principais opções abaixo:

Medicamentos

Dependendo do estágio da calvície, o médico pode orientar o paciente a tomar alguns medicamentos que visem diminuir a ação da enzima 5-alfa-redutase. O finasterida é o mais famoso entre os medicamentos para amenizar a calvície nos homens, já que prejudica a formação de fetos e é contraindicado para mulheres em idade fértil.

Laser

Outro tratamento que pode ser útil para solucionar a calvície é feito com laser. Nesse caso, um laser de baixa potência é usado para ativar a irrigação dos folículos, auxiliando na nutrição do local. Essa técnica também ajuda a aumentar a vasodilatação, levando mais sangue para o cabelo e fazendo-o crescer. Ele é indicado para calvícies que ainda não avançaram e pode complementar outros tratamentos.

Loção capilar

Embora diversos produtos preguem o crescimento capilar, é importante ouvir a opinião de um especialista para saber qual é o cosmético mais indicado para cada caso. Algumas loções agem diretamente no couro cabeludo, melhorando a vasodilatação.

Implante

O implante capilar é indicado para pacientes que já tentaram outros métodos ou que estejam com queda capilar em estado avançado. A cirurgia para implantar os fios apresenta excelentes resultados e o paciente não precisa ficar internado, tampouco sente dor durante o procedimento, que é feito com anestesia local.

Existem dois tipos de implantes realizados no país, sendo que a técnica FUE (Fullicular Unit Extraction) é a mais comum e moderna. Nesse método, as unidades foliculares são retiradas de uma área sem calvície, que normalmente é a parte lateral traseira do couro cabeludo. A cicatriz da FUE é linear e quase imperceptível, porém é um tratamento um pouco mais demorado que a FUT (Follicular Unit Transplantation). Em comparação com as cirurgias mais antigas, as modernas têm dado resultados mais naturais e contribuído com a melhora da qualidade de vida dos pacientes.