16 de abril de 2024
Campo Grande 24ºC

CULTURA | MS

Em MS, Governo investe R$ 700 mil na semana do Teatro e Circo

São de 5 a 7 apresentações por dia em bairros, escolas, universidades, praças e teatros

A- A+

O governo sul-mato-grossense de Eduardo Riedel (PSDB), por meio da Fundação de Cultura (FCMS), chefiada por Max Freitas, está investindo R$ 700 mil na programação da Boca de CenaSemana de Teatro e Circo, que teve início nesta 2ª.feira (27.mar.23) e segue até sábado (1º.mar.23). Veja a programação abaixo. Esta matéria original saiu no TeatrineTV.

A data escolhida, se deve ao fato de hoje ser comemorado o Dia Nacional do Circo e o Dia Mundial do Teatro.

O Boca de Cena teve sua 1ª edição em 2001, pensado para celebrar as produções teatrais e circenses do Estado, numa articulação de artistas com o gestor da extinta Fundac, na época, chefiada por Américo Calheiros.

Em 2018 a mostra foi descontinuada, durante a 2ª parte do governo de Reinaldo Azambuja. A celebração só foi retomada em 2022, após forte pressão o Colegiado de Teatro de MS, como mostramos aqui no TeatrineTV. Apesar disso, naquele ano o investimento foi apenas de R$ 240 mil, quase 3 vezes menor do que está sendo investido nesta edição. Ainda assim, foi uma bela festa, como resgitramos nesta matéria: 'Mostra Boca de Cena: 24h de teatro e circo em Campo Grande'.

Neste ano, a FCMS disse que entre as atrações há principalmente grupos de circo e teatro campo-grandense e do interior de MS. Porém, há também apresentações de grupos de São Paulo e do Rio de Janeiro.

O governador Eduardo Riedel considerou que o Boca de Cena vem celebrar e fortalecer a pujança cultural de MS. "Mas além disso, vem democratizar a cultura, já que nem todos têm o mesmo acesso à arte, a apresentações teatrais e circenses".

Max Freitas, avaliou que é bom ter a Semana Boca de Cena de volta na Fundação. Ele também elogiou a edição realizada em 2022 com a organização integral dos artistas. "A última edição foi realizada com primor pelos artistas e agora a Fundação pode dar todo apoio possível, com aumento de palcos, apresentações, dando acesso à população a arte do teatro e do circo que é tão bem feita em nosso Estado. Possuímos grupos fantásticos na capital e no interior e o público vai se encantar com as apresentações, tenho certeza disso", disse.

O secretário de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania (Setescc), Marcelo Miranda, disse que o festival é uma oportunidade de fomentar e divulgar a arte, avaliando que o papel do governo é aproximar a arte e a cultura da população sul-mato-grossense, além de fomentar as produções dos nossos artistas.

PROGRAMAÇÃO DA SEMANA BOCA DE CENA

A FCMS disse que serão de 5 a 7 apresentações por dia em bairros, escolas, universidades, praças e teatros. Ao todo, serão 40 apresentações com grupos da Capital e de Dourados, Amambai, Corumbá, São Paulo e Rio de Janeiro. As atrações serão distribuídas em 13 espaços serão palco para as peças desde teatros, sede dos grupos de teatro, até escolas e universidades.

Os distritos de Anhanduí e a comunidade de Furnas do Dionísio também receberão espetáculos ao longo da semana.

Além das apresentações, durante a semana será realizado o Seminário Estadual de Teatro e Circo para discutir políticas públicas para a área, sobre o fazer e pensar a arte como um todo, para todos os cantos do Estado.

Atividades desta 2ª.feira (27.mar):
  • Às 9h - no espaço do grupo de teatro Fulano di Tal. A artita Alessandra Tavares, de Amambai (MS), apresentou a peça Donzela; um texto baseado no poema “Donzela” de Marianna Felix;
  • Depois disso, até às 12h ainda no espaço do grupo de teatro Fulano di Tal, ocorreu o 1º dia de Seminário Estadual de Teatro e Circo;
  • Às 16h de hoje sairá da Praça Ari Coelho o Cortejo do Boca de Cena, que terá Artistas de Teatro e Circo de MS;
  • Às 17h - no Calçadão da Barão do Rio Branco, o artista douradense João Rocha apresenta o espetáculo circense 'O Grande Salto'. O projeto tem como perador de som Junior Oliveira e a contrarregra é Tarsila Bonelli;
  • Às 18h - na Comunidade Marçal de Souza, Rua Terena, S/N, será apresentado o espetáculo Iludida-mente - com a direção e e número do mágico Everton Machado. A produtora e Partner é Angela Salvatini Fakir;
  • Às 19h30 - no Teatro Dom Bosco acontecerá a abertura oficial da semana Boca de Cena. Na ocasião, serão homenageados o artista Paulo Sanches, do Grupo Libertarte de Três Lagoas e Américo Calheiros, professor, diretor e ator de teatro, escritor, poeta, e gestor cultural. Além de ter colaborado para o surgimento do Boca de Cena, Américo também foi um dos fundadores do Grupo Teatral Amador Campogradense (GUTAC), um dos mais antigos do estado, criado em 1979, que teve como idealizadora a professora Cristina Mato Grosso.
  • Às 20h - no Teatro Dom Bosco, será apresentado o espetáculo teatral Hamlet Cancelado do convidado paulista do convidado paulista Vinícus Piedade. O texto é de Flávio Tonnetti e Vinícius Piedade. Eles dizem que é livremente inspirado em Hamlet, de William Shakespeare. A direção e atuação também são assinadas por Vinícius Piedade. A classificação indicativa é de 12 anos.

Veja a programação completa no TeatrineTV.