25 de maio de 2024
Campo Grande 14ºC

POLÊMICA

Justiça confisca jatinho milionário de luxo de Wesley Safadão

O impasse é sobre a verdadeira propriedade da aeronave que envolve não só o artista

A- A+

Um jatinho milionário de luxo que estava em posse do cantor Wesley Safadão foi confiscado pela Justiça na quinta-feira, 22 de dezembro.

O impasse é sobre a verdadeira propriedade da aeronave que envolve não só o artista, mas também um empresário conhecido como “Sheik dos Bitcoins”. As informações são do G1.

 

De acordo com o portal, o jato avaliado em R$ 37 milhões foi pedido em uma ação movida por um grupo de investidores lesados pelo empresário Francesley da Silva, o tal Sheik, para ressarcimento das dívidas.

Os advogados de Wesley Safadão alegam que o músico também foi vítima do empresário e que a aeronave foi dada como garantia de que ele teria de volta o valor investido pela empresa.


Segundo o G1, na época do pedido de aresto (um tipo de bloqueio preventivo de um bem para o pagamento de uma dívida) a empresa de Safadão teria recorrido e conseguido uma decisão provisória para manter a posse e a operação da aeronave enquanto os procedimentos da transferência da propriedade do avião ocorriam.


Agora, com a nova decisão, o jatinho de luxo que costumava transportar o músico para compromissos pessoais e profissionais, ficou impossibilitado de ser usado.


O portal ouviu a Polícia Federal e descobriu que o Sheik é líder de um esquema que movimentou cerca de R$ 4 bilhões em fraude no Brasil, envolvendo pirâmide financeira com comercialização de criptomoedas. O empresário está preso quando foi alvo de operação da corporação.

Por meio de sua assessoria de imprensa, Safadão se diz “vítima” da operação que confiscou o jatinho. “A WS Shows foi surpreendida com a recente decisão que determinou o bloqueio do jato, porém já está nas mãos da Justiça para que tudo seja resolvido da melhor e mais justa forma”.