19 de maio de 2024
Campo Grande 17ºC

GRAMMY LATINO

Liniker é a primeira artista trans do Brasil a vencer um Grammy Latino

Álbum Indigo Borboleta Anil conta com as participações de Milton Nascimento, Tássia Reis, Orkestra Rumpilezz e Orquestra Jazz Sinfônica

A- A+

Uma das grandes artistas da nova geração da MPB fez história na noite desta quinta-feira (17/11). A cantora e atriz brasileira Liniker venceu a categoria de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira pelo disco Indigo Borboleta Anil, lançado em 2021e tornou-se a primeira artista transgênero do Brasil a ganhar um Grammy Latino, a premiação mais importante da música latina.
 

Liniker é a primeira artista trans do Brasil a vencer um Grammy Latino.


Álbum Indigo Borboleta Anil conta com as participações de Milton Nascimento, Tássia Reis, Orkestra Rumpilezz e Orquestra Jazz .

Uma das grandes artistas da nova geração da MPB fez história na noite desta quinta-feira (17/11). A cantora e atriz brasileira Liniker venceu a categoria de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira pelo disco Indigo Borboleta Anil, lançado em 2021e tornou-se a primeira artista transgênero do Brasil a ganhar um Grammy Latino, a premiação mais importante da música latina.

"Olá. Eu sou a Liniker, sou uma cantora, compositora e atriz brasileira e hoje algo histórico acontece na história do meu país. É a primeira vez que um artista transgênero ganha um Grammy. Muito obrigada a toda a minha equipe, que está comigo desde o início, sonhando comigo. Obrigada a meus produtores, a todas as compositoras que trabalharam comigo nesse álbum. Estou muito feliz. Muito obrigada", disse ela, em espanhol, que foi aplaudida de pé pelo público durante a premiação em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Mais tarde, em suas redes sociais, ela voltou a celebrar: "Que gigante, importante e significativo o espaço que o disco dos meus sonhos alcançou. Esse prêmio é resultado de muita dedicação, trabalho e um time maravilhoso que construiu tudo isso comigo".

Liniker concorreu com nomes de peso da Música Popular Brasileira. Estavam com ela na categoria, os discos Meu Coco, de Caetano Veloso; Portas, de Marisa Monte; Nu Com a Minha Música, de Ney Matogrosso; Síntese do Lance, de João Donato e Jards Macalé; e Pomares, de Chico Chico. O álbum, que conta com as participações de Milton Nascimento, Tássia Reis, Orkestra Rumpilezz e Orquestra Jazz Sinfônica, traz um misto de samba, MPB, groove e blues.