21 de outubro de 2021
Campo Grande 31º 17º

RECONHECIMENTO

Livro organizado por professores da UFGD vai compor acervo da Biblioteca do Congresso dos EUA

A solicitação de um exemplar da obra foi feita nesta semana pela Biblioteca à Editora LiberArs, responsável pela publicação do livro

A- A+

O livro "Direito Socioambiental e a luta contra-hegemônica pela terra e território na América Latina", organizado pelos docentes Thaisa Held e Tiago Botelho, da Faculdade de Direito e Relações Internacionais (FADIR) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), passará a compor o acervo da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, a instituição cultural mais antiga daquele país e o maior conjunto bibliográfico do mundo – são mais de 155 milhões de itens, incluindo livros, manuscritos, jornais, revistas, mapas, vídeos e gravações de áudio.
 
A solicitação de um exemplar da obra foi feita nesta semana pela Biblioteca à Editora LiberArs, responsável pela publicação do livro, que é resultado de um trabalho coletivo entre pesquisadores das mais diversas localidades do Brasil e, ainda, de fora do País. Os capítulos que o compõem favorecem a discussão sobre as lutas por terra e território, em diversos aspectos, oferecendo ao leitor uma rica experiência de conhecimento sobre os sujeitos e os direitos envolvidos na temática.
 
Assim, povos indígenas, comunidades quilombolas, trabalhadores rurais, ribeirinhos, mulheres e homens que lidam com a terra e território e suas implicações cotidianas, como os conflitos socioambientais, ilustram os artigos que, fruto dos trabalhos do Grupo de Pesquisa Luta pela Terra: perspectivas contra-hegemônicas na América Latina, se converteram nesta coletiva, organizada pelos professores Thaisa e Tiago.
 
Os docentes, que são coordenadores do grupo de pesquisa, se baseiam nos relatórios “Conflitos no Campo”, publicados anualmente pela Comissão Pastoral da Terra, para apontarem os crescentes ataques a quilombolas, indígenas e trabalhadores do campo e citam a própria realidade de Dourados como exemplo, quando abordam a violência cotidiana contra a população Guarani e Kaiowá.
 
INCENTIVO
 
O Grupo de Pesquisa Luta pela Terra: perspectivas contra-hegemônicas na América Latina iniciou suas atividades em fevereiro de 2019 e tem como equipe docentes e acadêmicos de graduação e de pós-graduação, não só da área do Direito, mas, também, da Geografia, da História e da Antropologia, com membros pesquisadores da comunidade acadêmica da UFGD e de outras instituições de ensino. Seu principal objetivo é a discussão de temas relacionados à terra e aos sujeitos que por ela lutam, como trabalhadores rurais sem terra, comunidades quilombolas, tradicionais e povos indígenas.
 
Quem quiser ter acesso ao livro, pode baixa-lo no formato PDF, de forma gratuita clicando AQUI
 
Já quem preferir a versão física da obra, pode adquiri-la AQUI
 
O lançamento da publicação foi realizado com recursos do edital PROPP nº 14/2019, referente ao Programa de Apoio à Pesquisa da UFGD. O objetivo do edital é expandir as atividades de pesquisa, ampliar a produção científica de qualidade e fortalecer os programas de pós-graduação da Universidade.