16 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

O cinema de MS é cinema do mundo

A- A+

Com vossas licenças Líbero Luxardo, Alexandre Wulfes, José Octávio Guizzo, Bernardo Lahdo, Elias Lahdo, Davi Cardoso, Joel Pizzinni e demais membros da nobre e heroica confraria que fez possíveis o plantio e o florescimento da arte do cinema em solo guaicuru. Vocês abriram a estrada, pisaram no íngreme do ceticismo e os frutos hoje estão, Brasil e mundo afora, levando a sétima arte aos diferentes rincões e acumulando prêmios de dimensão internacional, como, por exemplo, os diretores Dannon Lacerda e Filipi Silveira. Nesta terça-feira, dia 4, às 19 h, poderemos ver novos e saborosos frutos desse arvoredo. As portas do Teatro Aracy Balabanian se abrirão para a estreia estadual de “Sobá, Trilhos e Silêncio”. Planejado para ser um curta, acabou se transformando num intrigante longa-metragem de época, dirigido e produzido por uma dupla de idealistas da arte local: o cineasta Miguel Horta e a atriz-produtora 4xecutiva Tatiany Furuse. “Sobá, Trilhos e Silêncio” faz parte da comemoração do primeiro centenário da imigração japonesa. Depois da estreia na terça-feira, 4, com lotação limitada, haverá  mais três sessões especiais: quarta-feira, 5, ás 19h, no Plenarinho da Câmara Municipal; quinta-feira, 6, às 19h, no auditório da Mace; e sexta-feira, 7, ás 20h, na Associação Okinawa. SAGA - Com 75 minutos de duração e rodado inteiramente em Campo Grande, Terenos e Sidrolândia, o filme reverencia a saga da imigração japonesa e faz o registro vigoroso da importância da estrada de ferro no Estado. Tatiany Furuse faz Elisa, uma jovem nipo-brasileira criada em São Paulo, que sem contato com a família e a cultura oriental, resolve conhecer Campo Grande e descobrir suas origens. O elenco reúne artistas profissionais – parte deles do cast global – e amadores. Tatiany Furuse é londrinense, mas desde a infância residiu em cidades de Mato Grosso do Sul (Bonito, Rio Verde, Guia Lopes da Laguna e Campo Grande) antes de mudar-se para o Rio de Janeiro, onde ingressou no elenco de apoio da Rede Globo de TV, participa de filmes, teatro, sitecons e é muito requisitada para comerciais. Entre seus papéis, atuou em duas novelas das 8, “Viver a Vida” e “Amor à Vida”. Renato Rabello é ator e dublador. No elenco de Zorra Total com o personagem Ary, o Zumbi, já fez as novelas “Barriga de Aluguel”, “A Viagem”, “Pecado Capital”, “Kubanacan”, “Chocolate com Pimenta”, “Cobras e Lagartos”, “O Profeta” e a série “A Diarista”. Chao Chen acumula vários trabalhos em tevê e cinema. Fez o carismático e atrapalhado cientista Akira, assistente de Ícaro (Mateus Solano) e o advogado Namura no folhetim “Em Família”, além de outras participações em novelas da Globo Completam o elenco, entre atores e figurantes, Espedito di Montebranco, Sílvio Mori, Noêmyah Rodrigues, Chan Suan, Alyadna Freitas, Sônia Kinoshita, Dionísio Furuse, Marcelo Benites, Álvaro Soares, Ana Ernestina, Celina Kohatsu, Dirce Kimie e uma participação especial do fotógrafo Roberto Higa. Música de Jimmy Andrews Andrade e Tiago Oshiro e direção de fotografia de Rodrigo Rezende. Os atores Chao Chen e Renato Rabello confirmaram que estarão presentes na estreia e devem desembarcar em Campo Grande na terça-feira. Edson Moraes