28 de setembro de 2021
Campo Grande 36º 22º

Padrão de beleza faz com que mulheres nunca estejam satisfeitas

A- A+

Ao elogiar uma mulher com certeza você já ouviu a resposta: “mas eu preciso perder pelo menos uns dois quilinhos”. É normal, dificilmente estão satisfeitas com o próprio corpo. 

Nem a recordista de competições de fisiculturismo, Aline Barreto, acredita que esteja na medida certa. Com 1,57m e 57kg ela repete a mesma frase que você já ouviu antes, querendo quilos a menos, porém ao invés de gordura, pretende perder músculos. “Quero diminuir a massa muscular, pois o corpo fica mais bonito esteticamente." Afirma Aline.

Mesmo para as mulheres que não trabalham como modelos ou fisiculturistas, a insatisfação com seus corpos é um problema que as afeta constantemente. A jornalista Fabíola Magalhães, de 31 anos, se considera acima do peso e nos conta que atribui grande da parte insatisfação feminina, aos padrões de beleza impostos pela sociedade. “Existem pessoas obesas, e este sobrepeso oferece riscos à saúde. Porém também existem as mulheres que nasceram com o biótipo para serem ‘cheinhas’ e dificilmente serão magras como as modelos, que são consideradas dentro do padrão de beleza ideal, pela maioria. Isso trás muito sofrimento as que não conseguem se encaixar.” conta Fabíola.

Todos nós queremos nos sentir belos, mas não se pode deixar que a busca pela beleza se transforme em uma obsessão. Saúde em primeiro lugar, e se você pratica exercícios e se alimenta de forma saudável está no caminho certo para ser linda por fora e também por dentro.