22 de maio de 2024
Campo Grande 25ºC

DIREITA OU ESQUERDA?

Pantanal afugenta bolsonaristas? Novos discursos dão nó na cabeça dos 'gados'

Apesar de estar longe de afugentar os bolsonaristas, a novela das nove da Globo acumula discursos progressistas

A- A+

No ar em ano de eleições presidenciais e com assuntos políticos pipocando nas redes sociais, Pantanal também tem sido alvo de polarização. Apesar de estar longe de afugentar os bolsonaristas, a novela das nove da Globo acumula discursos progressistas que, mesmo presentes na versão original, têm servido para dar nó na cabeça dos "gados", como são apelidados os defensores do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O berrante de José Leôncio (Marcos Palmeira), um dos protagonistas da trama de Bruno Luperi, conseguiu atrair para frente da TV muita gente que se diz "anti-Globo" e boicota dia e noite a emissora por conta de sua oposição crítica ao chefe do Executivo, sua família e seus aliados.


Isso graças a temas adoráveis para o perfil dos seguidores do "mito", como o cenário rural e assuntos ligados ao agronegócio, grande reduto do atual presidente. Além de conter falas consideradas e ostentar em seu elenco artistas que já apoiaram publicamente condutas do atual governo, como Juliano Cazarré e Guito, intérpretes, respectivamente, de Alcides e Tibério.


Outros elementos também colaboram para esta atração ao folhetim: tem cantoria com moda de viola e personagens com raízes mais conservadoras, além do fato de ser um remake bastante fiel a uma época com menos direitos e representatividade, o que carrega em si a identificação com este tempo saudoso para alguns.