25 de maio de 2024
Campo Grande 13ºC

UM ANO DA TRAGÉDIA

Por que avião que matou Marília Mendonça caiu? Polícia apresenta principal suspeita

Um ano sem Marília Mendonça (1995-2021): polícia deu informações sobre acidente de avião com a cantora

A- A+

A Polícia Civil de Minas Gerais divulgou nesta sexta (5) detalhes da investigação do acidente de avião que matou Marília Mendonça (1995-2021) e mais quatro pessoas em 5 de novembro de 2021. Em uma entrevista à imprensa, as autoridades apontaram que a principal suspeita é de que uma falha humana tenha ocasionado a queda do avião.

Segundo os dados da perícia, não foram encontradas substâncias no corpo do piloto, como remédios, que pudessem ter indicado, por exemplo, um mal súbito ou qualquer outro problema de saúde nele durante o voo. O tempo estava limpo, com sol, sem previsão de chuva para aquele momento. Então um suposto problema de visibilidade também foi descartado.


A polícia concluiu que houve uma colisão do veículo com a rede energia elétrica, com cabos da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), momentos antes do avião cair.


Questionados sobre a regularidade daqueles fios, se deveriam ou não ter uma sinalização, eles responderam que, pela lei, não havia obrigatoriedade de sinalização, pois eram cabos que estavam bem distantes da zona do aeródromo, com baixas chances de um avião voar tão baixo a ponto de colidir com a fiação.

As investigações ainda não foram finalizadas. A polícia aguarda um último laudo do motor, que será decisivo para os próximos passos: o documento vai decretar se houve de fato um defeito no equipamento. A maior suspeita é de que o acidente tenha acontecido por falha humana por parte do piloto.


O avião que transportava Marília caiu no dia 5 de novembro de 2021 em Caratinga, Minas Gerais, onde ela teria um show naquela noite. Todos que estavam a bordo da aeronave morreram: ela, o produtor Henrique Ribeiro; Abicieli Silveira Dias Filho, tio e assessor da cantora; o piloto Geraldo Martins de Medeiros e o copiloto Tarciso Pessoa Viana.