19 de maio de 2024
Campo Grande 17ºC

NOSTALGIA

Proibido no SBT, Chaves se transforma em fenômeno de audiência no YouTube

O problema com os proprietários dos direitos fez o seriado sumir não só da televisão, mas também de plataformas de streaming

A- A+

Programa que marcou história no SBT durante 36 anos, Chaves deixou de ser exibido na TV em agosto de 2020 por causa de uma desavença entre a empresa mexicana Televisa e o Grupo Chespirito. O problema com os proprietários dos direitos fez o seriado sumir não só da televisão, mas também de plataformas de streaming, pois estava disponível no Prime Video. A produção, no entanto, ainda mantém um público fiel no YouTube.

Como Chaves não tem um "dono" no Brasil, a única forma de os fãs da comédia assistirem aos episódios passou a ser a rede social de vídeos. Mesmo sem direitos, alguns canais usam gravações exibidas de SBT ou Multishow (que mostrou o programa na TV paga entre 2018 e 2020) e bombam com milhões de visualizações.


Uma pesquisa feita pelo termo "Chaves" na última sexta (26) no YouTube trazia como primeiro vídeo uma "Maratona Chaves em HD, mais de 4 horas de alegria", que acumulava mais de dois milhões de visualizações em menos de um ano de publicação.


Já outro, disponível há um mês com nome "Chaves, compilação de 1 hora e 10 minutos em alta qualidade", tinha sido reproduzido mais de 800 mil vezes em apenas um mês. Há episódios com mais de 17 milhões de visualizações. Chapolin também já aumentou a audiência de alguns canais.

Existem alguns produtores de conteúdo no YouTube que não mostram os capítulos completos, mas são especialistas em listas com curiosidades e notícias sobre o universo dos personagens de Roberto Gómez Bolaños (1929-2014). O Vila do Chaves, por exemplo, acumula 462 mil inscritos, enquanto o Fórum Chaves tem mais de 2,5 milhões de fãs.