22 de maio de 2024
Campo Grande 25ºC

CULTURA | MS

Rapper de MS, Fael MC canta no Gansgta Paradise

Foi um dos 3 selecionados de todo o Brasil

A- A+

O Rafael Cassiano Ferreira da Silva, de 25 anos, conhecido com Fael MC – Versos 67 representou Mato Grosso do Sul como convidado do Gangsta Paradise — um dos maiores festivais de RAP do Brasil — que aconteceu de 24 a 25 de setembro, no Clube Chacara 3 Irmãos, em Diadema (SP). Em julho deste ano, Fael havia adiantado em primeira mão ao TeatrineTV que estaria representando o estado no evento.

A participação é parte da premiação de Fael ter sido selecionado entre centenas de MCs anônimos para as três vagas da programação do Gangsta Paradise, dedicadas a quem ainda não atingiu o estrelato.

“Fiz minha inscrição e fui selecionado entre três MCs do País. Esta foi a minha primeira participação no evento e fiquei muito feliz. Como eu já tinha participado de um outro evento em São Paulo, o Realidade Cruel, em 2018, utilizei essa experiência pra ajudar a controlar um pouco do nervosismo no palco. Foi dahora essa nova oportunidade”, explicou ele num release enviado à imprensa.

Fael havia falado ao TeatrineTV sobre a complexidade de se fazer e viver de Rap em Mato Grosso do Sul. Estar no Gangstar o motiva a seguir em frente. “Acredito que vai agregar muito na minha carreira, pois como artista portas novas se abrirão, é a chance de novas conexões com artistas de outros estados”, afirmou jovem que sonha em colocar o nome da sua cidade natal em destaque: “De pouco em pouco a cena do Rap de Campo Grande está sendo vista e é só o início de uma nova caminhada”, adicionou.

Ele subiu ao palco na noite do sábado (24.set). Disse que a casa estava lotada, o que oportunizou visibilidade de seu trabalho. “É a oportunidade da gente ser visto por grandes nomes do RAP nacional e, também, de surgir convites para participar de outros eventos”, apontou. 

A reportagem do TeatrineTV mostrou que Fael lançou em março o clipe “Bang Bang”, com o rapper haitiano Bestman – o Jeff Bestman. Clique aqui para ver.

Ao usar Versos 67 dentro do nome artístico, Fael acredita que é uma maneira de fazer sempre menção às suas raízes sul-mato-grossenses. “É uma forma de sinalizar que o nosso Estado também é lugar do Rap e da Cultura Hip Hop. Aqui, é um lugar de muitos artistas de talento, só precisamos de mais oportunidades para mostrar a nossa arte aqui ou levar o nome do Estado para mais eventos nacionais”, finalizou.