29 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 20º

Pedágios na BR-163 podem impactar economia do Estado

A instalação dos pedágios na BR-163 em Mato Grosso do Sul a partir de 2014 podem inflacionar a economia, afirma o economista douradense Gilmar Cândido Alves, da C&G Assessoria.

Segundo o especialista, os preços de alguns produtos podem ser reajustados em um primeiro momento.

“Quando se fala em elevação no custo do transporte, é normal imaginar que os demais produtos tenham o preço elevado. Uma coisa leva a outra. Acredito que em um primeiro momento, os empresários devam embutir esses gastos extras no valor final de suas mercadorias, causando impacto no bolso do consumidor”, explicou.

No dia 17 de dezembro, a Companhia de Participações em Concessões (CPC, parte do Grupo CCR) arrematou a concessão do trecho de 847,2 quilômetros da BR-163 no Estado, partindo de Mundo Novo, extremo sul, até a região norte.

A Companhia ofereceu uma proposta com tarifa de R$ 4,381 para cada 100 quilômetros rodados, valor com deságio de 52,74% em comparação com o teto de R$ 9,27 do Governo.

Entretanto, segundo o economista, a médio prazo estes números devem ser equacionados, e a alta nos produtos deve baixar. Ele explica o porquê.

“Com o passar do tempo, os empresários vão começar a notar uma significativa baixa nos recursos destinados à manutenção dos veículos que trafegam por nossa região.

Teoricamente, os caminhões que rodam centenas de quilômetros, por exemplo, vão apresentar menos problemas mecânicos por causa das boas condições das estrada. Claro que, estou levando em consideração que a via será completamente restruturada devido à privatização”, comentou.

O trecho a ser explorado por 30 anos pela CPC compreende 20 municípios, com pedágios afixados em Pedro Gomes/Sonora, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste, Bandeirantes/Rochedo/Jaraguari, Campo Grande, Rio Brilhante, Caarapó, Itaquiraí/Naviraí e Mundo Novo.

Conforme contrato de concessão, a empresa fica incumbida de promover a duplicação, recuperação, manutenção, conservação, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade.

Leiloados

Desde o mês de setembro de 2013, o Governo já leiloou três trechos da BR-163: da BR-050, entre Goiás e Minas Gerais; da BR-163, em Mato Grosso; e um lote com trechos das BRs-060/153/262, entre Brasília e Betim (MG).

Dourados Agora