19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Enquanto Aquário não é concluído, Imasul consegue reproduzir 16 espécies de peixes em cativeiro

Os peixes que estão em quarentena à espera da conclusão das obras do Aquário do Pantanal começam a se reproduzir em cativeiro. A informação foi divulgada nesta terça-feira (29) pelo governo do Estado.

Desde dia 30 de junho, a quarentena dos peixas passou a ser responsabilidade do Imasul depois da decisão do governo estadual de assumir quarentena rompendo contrato com empresa Anambi para conter gastos com obra, que foi inicialmente orçada em R$ 83 milhões, mas já ultrapassou quantia de R$ 250 milhões. 

Segundo o coordenador da Quarentena, o ictiólogo Eriberto Gimenes Junior, no inventário concluído em 24 de novembro foram contabilizados 7.445 indivíduos de 181 espécies das quais 112 espécies são pantaneiras e outras vindas da África, Austrália, Amazônia e Oceania.

Até momento, 16 espécies de peixes foram reproduzidas em cativeira pela equipe do Imasul, entre elas, as arraias, que são de grande potencial ornamental e muito difíceis de reprodução em cativeiro. Oito espécies exóticas foram reproduzidas também.

,

 

Leia também

• Justiça obriga Egelte a retomar obra do Aquário do Pantanal

• Egelte entra novamente com recuso e obras no Aquário do Pantanal continuam paradas

• Aquário: Egelte aguarda resultado de recurso para se manifestar sobre rescisão