07 de maro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Egelte entra novamente com recuso e obras no Aquário do Pantanal continuam paradas

Leia também

• Azambuja não concluí Aquário do Pantanal antes de conclusão das investigações

• Azambuja realiza vistoria no Aquário do Pantanal

• Governo do Estado aguarda resultado jurídico para retomar contrato com Egelte

• Governo vai recorrer à Justiça contra Egelt para garantir término do Aquário do Pantanal

• Justiça obriga Egelte a retomar obra do Aquário do Pantanal

Na tarde desta quinta-feira (11) a empresa Egelte Engenharia Ltda foi notificada judicialmente para retornar aos canteiros de obra do Aquário do Pantanal, a decisão foi proferida pelo juiz José Ale Ahmad Netto e derruba liminar concedida há dois meses pelo juiz da 3ª Vara de Fazenda Pública, Fernando Paes de Campos. 

Apesar da notificação a assessoria da  Egelte informou ao MS Notícias que vai recorrer da decisão, e que na tarde desta sexta-feira (11), entrará com um recurso no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS) pedindo para que empresa não seja obrigada a retomar as obras sem uma auditoria completa.

Ainda de acordo com a assessoria da Egelte, essa auditoria foi prometida pelo governo em janeiro deste ano, porém não foi cumprida, a Egelte não está negando voltar ao trabalho e sim que Estado faça a auditoria para garantir que a obra termine em condições seguras.

Segundo a Egelte existe um pedido de auditoria para se julgado, e assim que essa questão se resolver eles voltam ao trabalho.

 Agência Estadual de Gestão e Empreendimentos (Agesul) informou que a auditoria não feita e que na reunião realizada em janeiro a empresa Egelte não mostraram interesse pela obra.

Ainda nesta reunião ficou acertado que o governo pagaria pelo trabalho que for feito a partir do momento em que a Egelte assumir a obra do Aquário do Pantanal.