28 de novembro de 2020
Campo Grande 36º 23º

Exoneração de Nelson Carmelo deve sair ainda esta semana

Clayton Neves

A exoneração do coordenador da SESAI-MS (Secretaria Especial de Saúde Indígena de Mato Grosso do Sul), Nelson Carmelo deve sair ainda essa semana. O coordenador pediu exoneração do cargo na terça-feira passada durante reunião promovida pelo MPF (Ministério Público Federal) na sede da instituição em Campo Grande. A saída de Nelson era a principal reivindicação dos cerca de 75 mil índios que vivem no Estado.

De acordo com o representante Terena, Cacique Branco, a população indígena aguarda ansiosa pela oficialização do afastamento e segundo ele essa foi a melhor decisão que poderia ser tomada. “Ele pedir a demissão foi o melhor a se fazer, agora, estamos aguardando ansiosos porque amanhã o ministro da saúde deve assinar a carta de demissão”, disse.

Cacique Branco pontua também as falhas apresentadas pelo antigo coordenador. “Acredito que o grande problema foi a falta de diálogo, um gestor deve participar e dialogar, não ficar sentado numa cadeira vendo as coisas passarem”, relata. Ele alega que a situação muitas vezes se tornava crítica. “Todo dia 22 não tinha mais combustível nas viaturas da SESAI, a falta de medicamentos também era constante, a situação estava insuportável”, lembra.

De acordo com o Cacique nos próximos dias vai ser realizada uma assembleia para indicar um nome para ocupar o cargo deixado por Nelson Carmelo. No momento quem responde pela SESAI-MS e substitui Carmelo é Luiz Antônio de Oliveira Junior