24 de setembro de 2021
Campo Grande 36º 21º

COVID-19 | CAPITAL

Mesmo vacinado, fotógrafo Arlindo Namour morre aos 73 anos

Referência em cobertura de casamentos na Capital

A- A+

O fotógrafo Arlindo Namour, de 73 anos, morreu hoje (28.jul.21) vítima da Covid-19 em Campo Grande. 

Segundo os amigos, Namour já tinha tomado as duas doses de Coronavac, mas tinha diabetes e teve complicações posteriores provocadas pelo vírus.

De acordo com os familiares, o fotógrafo estava internado há 15 dias, mas o pulmão estava precisando do auxílio de aparelhos, ocasião em que Namour foi intubado. 

Arlindo Namour iniciou o seu estúdio em 1962 em Campo Grande (MS). Promoveu exposições nas mais importantes feiras de casamento no Brasil e Uruguai. É filiado as associações Americanas: PPA – Professional Photographer of America e WPPI – Wedding Photographers Association.                                          

Participou desde 1968 da Photokina – Colônia / Alemanha, que é a maior exposição de imagem do mundo.

Em 2019 o fotógrafo celebrou 55 anos de carreira no nicho de fotografias para casamento. Arlindo foi um dos primeiros fotógrafos a fotografar casamentos com câmeras digitais no Brasil, quando ainda ninguém se arriscava.

ENTERRO - A família aguarda a chegada de um dos três filhos de Arlindo, que não mora na Capital, para realizar o velório.

A cerimônia de despedida está programada para ser realizada na manhã desta quinta-feira (29.jul.21), no Parque das Primaveras. O fotógrafo também deixa esposa e netos.