30 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 24º

CORONAVÍRUS

MS tem aumento expressivo de infecções; 43 novos confirmados em 24h

De sábado (16.5) para domingo (17.5) foram acrescidos 62 novos casos ao boletim, e de domingo para esta segunda (18.5), foram mais 43 confirmados e uma nova morte

No boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES) de Mato Grosso do Sul desta 2ªfeira (18.maio) já começa a aparecer os resultados do descumprimento do isolamento social, - hoje foram computados 613 casos de infectados com a covid-19, sendo que 43 novos casos foram confirmados nas últimas 24h, segundo a SES.

Em live nesta manhã (por volta das 10h), a secretária-adjunta de Saúde, Christinne Maymone voltou a apelar à população, que caso seja possível, mantenha o isolamento social e siga as medidas de higiene que coíba o vírus. Hoje também foi confirmada a morte da idosa de 70 anos de Brasilândia, no interior do estado, que recebeu visita de parentes infectados, que transmitiram para ela o vírus no último dia 2 de maio. 

De ontem para hoje, o crescimento da curva foi 7,5% – saltando de 570 para 613 o número de pessoas que testaram positivo para a doença.

Desses 43 casos das últimas 24h, 18 foram registrados em Dourados; 8 em Guia Lopes da Laguna; de Campo Grande (6); Três Lagoas (3); Douradina também teve 3 confirmados; e tiveram novo caso em Coxim, Itaporã, Ponta Porã, Fátima do Sul e da morte em Brasilândia.

Dos 613 casos confirmados, 181 foram registrados em Campo Grande; 105 em Guia Lopes da Laguna; 93 em Três Lagoas; 64 em Dourados; 20 em Jardim e 15 em Bonito. Ao todo, 16 pessoas perderam a vida no Estado por causa da nova doença. 

A preocupação com o aumento do número de casos está relacionada a capacidade do sistema de saúde em atender as pessoas, já que as estruturas podem entrar em colapso devido ao tratamento simultâneo de pacientes – situação que já é observada em outros estados do Brasil.

Em live nas redes sociais do Governo do Estado nesta segunda, o secretário de Saúde de MS, Geraldo Resende, também pontuou que as aglomerações registradas nos últimos dias são benéficas para a proliferação do novo vírus e voltou a pedir que pessoas evitem o convívio social.

VEJA O BOLETIM DE HOJE