01 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 24º

Mata Atlântica

Produtor é multado em R$ 77 mil por desmatar 11 hectares de bioma da Mata Atlântica

Ele arrancava árvores sem autorização e depois as enterrava

Arrendatário de uma propriedade rural do município de Vicentina, a 246 quilômetros de Campo Grande, foi multado pela PMA (Polícia Militar Ambiental) em R$ 77 mil, por desmatamento de 11 hectares de área protegida do bioma da Mata Atlântica. Ele responde por explorar ilegalmente árvores nativas em uma pastagem. A fazenda está localizada na região da terceira linha, a 10 quilômetros da cidade.

No local, a equipe da PMA verificou que o homem derrubou diversas árvores isoladas pela raiz e utilizava uma máquina retroescavadeira e outra pá-carregadeira para derrubar a vegetação, abrir valetas e enterrar toda a madeira e galhadas, tendo em vista que não possuía a licença ambiental para a atividade. 

De acordo com a PMA, mesmo que possuísse a licença, ele jamais poderia enterrar a madeira, pois em exploração vegetal, é necessário se fazer o aproveitamento do material. O infrator acompanhou a fiscalização e mostrou diversos pontos onde havia enterrado a madeira. Algumas árvores derrubadas também foram lançadas nas proximidades da reserva legal da propriedade. A área de exploração ilegal foi medida pelos Policiais com uso de GPS e perfez 11 hectares.

O infrator de 31 anos foi autuado administrativamente e multado em R$ 77.000,00. Ele também responderá por crime ambiental, que prevê pena de seis meses a um ano de detenção. O autuado foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e alterada (PRADE), junto ao órgão ambiental.