22 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Usina termelétrica de Três Lagoas é acionada e está operando

Diante do consumo recorde de energia e da falta de chuvas nos reservatórios das hidrelétricas, devido à estiagem dos últimos meses, a Petrobras está produzindo 100% de sua capacidade de geração de energia termelétrica, segundo informou na semana passada a presidente da estatal, Graças Fortes. A Usina Termelétrica Luís Carlos Prestes (UTE LCP), de Três Lagoas, também teve que ser acionada e está operando.

Em consequência da falta de chuvas nos últimos meses, o nível de armazenamento dos reservatórios das regiões Sudeste e Centro-Oeste, na última quarta-feira da semana passada, mostrou estar abaixo de 35% pela primeira vez desde 2001, quando dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), indicou que nível estava em 34,9%.

GEROU 286,17 MW

Há um ano, os reservatórios das regiões operavam com 45,2% da capacidade total, com trajetória de recuperação. A piora nos reservatórios das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste não reflete apenas as fracas chuvas deste começo de ano, mas também a recuperação do consumo de energia com o aumento das temperaturas nos últimos dias.

Em relação a termelétrica de Três Lagoas, de acordo com o mais recente Boletim Semanal da Operação, do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), na semana operativa entre 15 e 21 de fevereiro, a UTE LCP gerou 286,17 MW médios para o Sistema Interligado Nacional (SIN).

De acordo com a assessoria da Petrobras, a energia gerada pela Usina Termelétrica de Três Lagoas é enviada para a Rede Básica do Sistema Interligado Nacional (SIN). Não há uma destinação específica para a eletricidade gerada pela planta, que pode ser demandada para qualquer ponto de consumo do SIN. A UTE Luiz Carlos Prestes tem uma capacidade instalada de 368 MW, energia suficiente para atender a demanda de uma cidade com 1,2 milhão de habitantes.

Perfil News