20 de setembro de 2020
Campo Grande 27º 19º

Aeroportos brasileiros devem receber 3,1 milhões de passageiros no carnaval

Os 63 aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) devem alcançar movimentação de 3,1 milhões de passageiros durante o período de carnaval: entre sexta-feira, 28, e a Quarta-Feira de Cinzas, 6 de março. Essa estimativa, que envolve embarques e desembarques, representa um crescimento de 10,3% em relação ao carnaval de 2013 (8 a 14 de fevereiro), quando 2,8 milhões de pessoas utilizaram os terminais da Infraero. Tanto em relação a 2014 como ao ano passado, os números não envolvem os terminais de Guarulhos (SP), Viracopos (SP) e Brasília (DF), que foram concedidos à iniciativa privada.

Para o carnaval será acionado um plano de ação específico, de forma a garantir a agilidade nos aeroportos. Haverá reforço nas equipes de segurança e de operações, por meio de remanejamento das escalas de trabalho, além do acompanhamento constante de equipamentos essenciais, como esteiras e pontes de embarque. O atendimento aos usuários também será intensificado. Nos saguões, funcionários vestidos com os coletes amarelos da campanha "Posso Ajudar?/May I Help You?" estarão a postos para esclarecer dúvidas e orientar passageiros.

Guia. A Infraero destaca que já está disponível a nova versão impressa do "Guia do Passageiro", reunindo informações sobre viagens, direitos e responsabilidades dos passageiros e da companhia aérea. Em sua quinta edição, o material ganhou um novo formato (mini) e capa ilustrada. O material - que é gratuito - traz desde dicas na hora de comprar uma passagem aérea, documentação necessária para viagem, transporte de animais, cuidados com a saúde, devolução de bagagem, transporte de produtos de origem animal e vegetal, além dos direitos do passageiro em casos de atraso, cancelamento ou não embarque. As orientações são voltadas tanto para as viagens domésticas quanto internacionais.

Uma das novidades é o item que esclarece dúvidas sobre câmbio e moeda. Há dados, por exemplo, sobre onde comprar moeda estrangeira no Brasil e se há limite de operações com moeda em espécie ou cheques de viagem.

Agência Estado