29 de setembro de 2020
Campo Grande 38º 22º

Dilma vai ao Vaticano e será recebida por papa Francisco

O papa Francisco receberá na sexta-feira a presidente Dilma Rousseff, informou nesta segunda-feira a assessoria de imprensa do Vaticano. A presidente brasileira será recebida por Francisco nas primeiras horas da tarde, ao término da assembleia de cardeais do Consistório Extraordinário sobre a Família, convocado pelo Papa de 20 a 21 de fevereiro. A audiência privada será celebrada provavelmente em uma sala adjacente à sala Paulo VI, afirmou o porta-voz papal, padre Federico Lombardi. Dilma assistirá à cerimônia no Vaticano para a criação ou designação dos primeiros 19 cardeais de seu pontificado, entre eles o arcebispo do Rio de Janeiro, Orani João Tempesta. O Brasil, o país com maior número de católicos do mundo, contará com 10 cardeais, dos quais cinco eleitores, ou seja, com direito a voto em caso de conclave, a eleição papal. Trata-se da segunda visita da presidente brasileira ao Vaticano depois de ter assistido a missa de inauguração do pontificado de Francisco, em março de 2003, e ter sido recebida em audiência privada. Os dois voltaram a se encontrar em várias ocasiões em julho, durante a viagem do Papa ao Brasil para as Jornadas Mundiais da Juventude. Terra