13 de agosto de 2020
Campo Grande 34º 21º

Intérprete de culto a Mandela é internado em hospital psiquiátrico

10_-_interprete

O jornal sul-africano "The Star" informou nesta sexta-feira que Thamsanqa Jantjie, o intérprete para surdos do culto ao ex-presidente Nelson Mandela, foi internado em um hospital psiquiátrico em Johannesburgo. Em entrevista na semana passada, ele disse que sofria de esquizofrenia.

A publicação afirma que a mulher dele, Siziwe, o levou para exames na unidade de saúde e que os médicos lhe sugeriram internação imediata. Em entrevista ao jornal, a mulher afirmou que o "os últimos dias foram muito duros" e que ele provavelmente teve uma depressão.

A consulta de rotina estava marcada para o último dia 10, data do culto ecumênico em memória a Mandela, para o qual foi contratado como intérprete de surdos. O evento foi transmitido em todo o mundo e teve a presença de chefes de Estado como o presidente americano Barack Obama e a brasileira Dilma Rousseff.

Após a cerimônia, entidades de defesa dos surdos criticaram a escolha da organização do evento e afirmaram que os gestos feitos não tinham sentido. Diante da repercussão internacional, o intérprete se defendeu e disse que teve alucinações durante o culto, mas que tinha qualificação para o cargo.

O governo pediu desculpas à comunidade de surdos pelo escândalo e disse que a segurança dos chefes de Estado não havia sido colocada em risco. Na sexta (20), a imprensa sul-africana afirmou que ele havia sido acusado anteriormente por estupro, roubo, sequestro e dois homicídios.

Uol