15 de agosto de 2020
Campo Grande 35º 22º

Juristas independentes vão decidir se Eike deve injetar US$ 1 bi na OGX

A petroleira OGX (OGXP3), do empresário Eike Batista, informou que a decisão sobre a obrigação de Eike injetar US$ 1 bilhão na empresa será feita por juristas independentes. De acordo com um comunicado ao mercado divulgado nesta segunda-feira (11), a OGX e o empresário estimam um prazo de cerca de 60 dias para que seja obtido um posicionamento.No dia 6 de setembro, a OGX resolveu exercer uma 'put' de US$ 1 bilhão, anunciada pelo empresário Eike Batista em outubro de 2012, com validade até o dia 30 de abril de 2014. Uma 'put' é uma opção de venda, que confere ao titular o direito de vender as ações por um preço estabelecido em contrato, durante um período de tempo pré-determinado. No caso da OGX, por exemplo, o empresário concedeu uma opção de venda no valor de US$ 1 bilhão para a empresa, a R$ 6,30 por ação. Isso obrigaria o empresário a comprar os ativos a esse preço no momento que a companhia desejasse, até o dia 30 de abril de 2014, dia do vencimento estabelecido no contrato em outubro de 2012. Porém, o empresário questionou o exercício da opção pela empresa, afirmando que recorreria à Câmara de Arbitragem do Mercado (CAM), dispositivo previsto em contrato divulgado pela OGX. Recuperação judicial A OGX, que já foi a principal empresa do grupo de Eike, entrou com pedido de recuperação judicial no fim de outubro, depois de meses de negociação, sem acordo, com seus credores. É o maior processo de recuperação judicial já feito no Brasil. As dívidas da OGX somam US$ 5 bilhões. A recuperação judicial, antiga concordata, é uma opção para empresas que estão em crise, mas acreditam ter chances de sobreviver se forem acionadas algumas medidas. A crise da petroleira ganhou força após sucessivas frustrações com o nível de produção da petroleira. A virada foi no início de julho, quando a companhia decidiu não seguir adiante com o desenvolvimento de algumas áreas de exploração na bacia de Campos, antes consideradas promissoras. Empresa precisa de dinheiro novo até janeiro A OGX continua buscando novos financiamentos, de acordo com informações do jornal "Valor Econômico" desta segunda-feira (11). A companhia precisa levantar US$ 150 milhões para janeiro. De acordo com o Valor, a administração da empresa está fazendo um esforço de contenção de custos enquanto a OGX não consegue dinheiro novo. Ao fim de setembro, a empresa tinha US$ 82 milhões em caixa, mas com vencimentos importantes junto a fornecedores. Executivos da petroleira estão em Nova York desde a semana passada em conversas com investidores potenciais. O Valor apurou que o pedido de recuperação judicial, feito em 31 de outubro, ampliou o número de interessados em prover os recursos. Isso porque esse dinheiro, dentro de um processo de recuperação, passa a ter prioridade de remuneração e proteção em caso de liquidação do negócio. (Agência UOL)