24 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 21º

SAÚDE

Vídeo: leitora denuncia atendimento precário e superlotação no UPA do Coronel Antonino

Revoltada com a situação a campo-grandense filmou um dos corredores da Unidade onde há várias pessoas aglomeradas

Nesta manhã, 5ª-feira (22.out) Maria de Fátima Paes, de 54 anos, que busca há dois dias atendimento na Unidade de Pronto Atendimento “Dr. Walfrido Azambuja de Arruda”, do Bairro Coronel Antonino, em Campo Grande, denuncia por meio de filmagem: sujeira, superlotação em corredor e ausência da realização de exames de sangue. 

Segundo ela, um dos funcionários chegou a orientar pacientes a entrarem com ação no Ministério Público para conseguir uma vaga em "72 horas". 

Revoltada com a situação a  campo-grandense filmou um dos corredores da Unidade onde há várias pessoas aglomeradas.  

Maria já envia suas reclamações ao MS Notícias há pelo menos 3 dias, nos quais relata: “(sic) O problema aqui é que não está marcando consulta, vim trazer os exames que o médico pediu ....só que vim hoje novamente para tentar um encaixe pra hoje....ou quando tiver vaga. Outras pessoas disseram que só tem vaga pra novembro. E ontem o enfermeiro falou pra uma pessoa entrar no Ministério Público, porque aí em 72hs eles arrumam vaga. E se meu caso é grave? Vai esperar até quando pra ser atendido?", questionou.  

E ela completa. "Posto da Coronel Antonino todo sujo, não tem médico... Consulta não tem. Exame de sangue não tem", reclamou.  

VEJA O VÍDEO 

A reportagem enviou perguntas à assessoria da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) de Campo Grande e adicionará assim que receber o posicionamento.