25 de janeiro de 2021
Campo Grande 29º 21º

Após queda nas pesquisas, petistas acreditam que taxa de aprovação de Dilma continua alta

Uma pesquisa divulgada pelo jornal “O Estado de São Paulo” destacou que a taxa de aprovação ao governo Dilma Rousseff (PT) caiu de 43% para 39%. Mas segundo alguns  membros do PT (Partido dos Trabalhadores) de Mato Grosso do Sul , essas pesquisas não  comprovam que o governo de Dilma passa por um mal momento.

deputado pedro kempPara o deputado estadual Pedro Kemp (PT), essa queda não significa que a presidente está caindo nas pesquisas. “Considero natural essa oscilação. A pesquisa mostra uma pequena queda, mas isso não é uma tendência de queda, é algo que avaliamos como natural e não significa que a aceitação está caindo”.

Compartilhando as palavras de Kemp, o deputado estadual Amarildo Cruz (PT) ressalta que essa queda está dentro da margem de erro da pesquisa e não oferece risco. “Essa pesquisa está dentro da margem de erro, não tem como acreditar que um governo que diminuiu o desemprego, que vem realizando uma excelente administração seja rejeitado pela população”.

Mas para o deputado estadual Cabo Almi (PT), a queda faz parte de tudo que vem sido feito por parte de partidos opostos, que tem o intuito de denegrir a imagem da presidente. “Essas pesquisas fazem parte de toda manipulação que vem sendo feita por outros partidos que não aceitam o PT no comando do país, para eles é difícil aceitar que o Lula governou durante 8 anos e ver que agora o Brasil quer o partido no poder novamente. Eu tenho certeza que teremos a reeleição da Dilma, podemos ter um 2º turno, mas tenho a certeza de que permaneceremos no poder realizando um excelente trabalho para a população brasileira”.

Dany Nascimento