06 de dezembro de 2021
Campo Grande 34º 23º

Cazuza nega encontro com jornalista e critica Siufi: ‘quem tem boca fala o que quer’

A- A+

O vereador Paulo Siufi (PMDB) disse na manhã desta terça-feira (15) na Câmara Municipal de Campo Grande esperar que providências sejam tomadas com relação ao vereador Cazuza (PP), citado em um áudio divulgado na manhã desta segunda-feira (14) pelo MS Notícias, como sendo suposto cúmplice do prefeito Alcides Bernal (PP), em um eventual esquema para “forjar” denúncias sobre as compras de votos de vereadores para a cassação de Bernal.

Cazuza disse em sua defesa que embora conheça o denunciante, nunca se encontrou com ele na casa do jornalista, como Carlinhos havia dito, e não participou de nenhuma reunião. "Eu não sei do que ele está falando. Nunca fui à casa dele, nem sei onde ele mora isso não passa de especulação para plantar uma crise política, agora o colega não pode me acusar sem provas, a Comissão de Ética não atua dessa forma, quem tem boca fala o que quer, não tenho nada a temer e estou com a consciência tranquila",diz Cazuza

Siufi quer a presença de jornalista na Câmara ‘se a Justiça não investiga nós queremos saber’

O jornalista que fez a denúncia trata-se de Carlos Roberto Pereira conhecido como Carlinhos Pereira, ele foi funcionário comissionado de Bernal e autor da ação popular que tramita na Justiça e permitiu em caráter liminar que o prefeito retomasse o mandato em 27 de agosto este ano.

Siufi interessado em esclarecer os fatos pede que Carlinhos compareça à Câmara e disse que se não é interesse da Justiça investigar o Ministério Público, ele próprio quer investigar “quero que o jornalista que fez a denuncia, venha até a Câmara, se a justiça não quer investigar o MP, nós queremos saber o que está acontecendo. É absurda e gravíssima essa denúncia, primeiro e encontro as escuras, depois jornalista fazendo denúncia, a coisa esta muito feia e só vamos confirmar mais um escândalo desse prefeito, queremos saber a verdade" diz Siufi.