14 de abril de 2021
Campo Grande 33º 19º

Cunha tem 40 dias para apresentar defesa no Conselho de Ética da Câmara

O presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi notificado oficialmente na manhã desta quinta-feira (17) sobre prosseguimento do processo de ética contra ele. 

Nesta quarta-feira (16), os deputados da Conselho de Ética decidiram, por 11 votos contra nove dar continuidade ao processo contra Cunha no Conselho. O deputado é acusado de receber propina no valor de U$ 5 milhões para aprovar projetos e viabilizar compra de navios sonda da Petrobras.

Nesta Terça-feira (15), a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão de documentos nas residências do deputado em Brasília e no Rio de Janeiro. 

Com tramitação do processo, Cunha terá agora 40 dias para apresentar defesa. Enquanto isso, grupo de deputados que defendem o presidente da Câmara tenta anular sessão desta quarta-feira (16) que autorizou continuidade do processo. Entre os defensores de Cunha, o deputado de Mato Grosso do Sul, Carlos Marun (PMDB) foi o primeiro a protocolar pedido junto à Mesa Diretora da Casa para anular sessão. 

 

 

Leia também

• Polícia Federal faz busca e apreensão na casa de Eduardo Cunha em Brasília

• Supremo define processo de impeachment contra Dilma e afastamento de Cunha

• PF encontra boletins de ocorrência relativos a Ruy Pinato na casa de Cunha