17 de abril de 2024
Campo Grande 22ºC

Em depoimento, banqueiro confirma 5 encontros com Delcídio, mas nega conhecer Cerveró

A- A+

O banqueiro André Esteves prestou depoimento nesta quarta-feira (25) à Polícia Federal no Rio e Janeiro. Ele é mais um dos presos da Operação Lava Jato e está detido na Superintendência da PF no Rio.

Em depoimento, o diretor do bando BTG Pactual, confirmou que se encontrou com senador Delcídio do Amaral (PT), preso desde manhã de quarta-feira (25) na Superintendência da PF em Brasília, pelo menos cinco vezes este ano.

Esteves disse que não conhece pessoalmente Nestor Cerveró e que soube que ele estaria negociando fuga pela imprensa. O banqueiro afirmou que as conversas que teve com senador Delcídio, algumas na sede do BTG, eram para tratar de assuntos econômicos de interesse do governo como aprovação do retorno da CPMF e do projeto que tramita no Senado, do qual Delcídio é relator, que trata da repatriação de dinheiro de brasileiros no exterior.

Nesta quarta-feira (25), Esteves e chefe de gabinete de Delcídio prestaram depoimento, já o senador deve depor ainda na manhã desta quinta-feira (26). Delcídio teve prisão autorizada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) ele é suspeito de articular esquema para dificultar investigações da Operação Lava Jato e facilitar fuga de Nestor Cerveró do Brasil.

Em conversa gravada pelo filho de Cerveró, o senador traça rota de fuga para delator , aconselhando-o a fugir em avião, Falcon-50, pelo Paraguai, com destino à Espanha. No final da noite de quarta-feira (25), o Senado decidiu por 59 votos, manter prisão de Delcídio, que é primeiro senador em exercício de mandato preso.