29 de maio de 2024
Campo Grande 18ºC

ELEIÇÕES 2022

Gabinete do ódio produz santinho em que 'Moro apoia Lula'

Santinho eleitoral que circula nas redes é uma espécie de 'piada'

A- A+

O chamado "Gabinete do Ódio" que apoia o presidente Jair Bolsonaro (PL), estaria disparando um santinho eleitoral em que o ex-ministro da Justiça bolsonarista, Sergio Moro (União Brasil), está ao lado de Lula (PT), em uma foto ombro a ombro, aludindo que o ex-juiz da Lava Jato estaria apoiando Lula nas eleições de 2022

A imagem foi disparada para provocar 'confusão nos eleitores' e a ideia foi estimulada após o União Brasil —liderado por Luciano Bivar — indicar que pode apoiar Lula, talvez ainda no 1º turno. O santinho que circula nas redes é uma espécie de 'piada' em razão dessa articulação, ainda indefinida.  

O material gráfico fake criado pela rede bolsonarista usa as cores do PT e do Brasil.  

Veja o santinho:  

OUTRO CASO 

O PP do Piauí recorreu à Justiça para proibir a circulação no estado de uma montagem em que o candidato a governador que apoia, Sílvio Mendes, do União Brasil, aparece ao lado de Bolsonaro. O PL, partido do presidente, tem candidato próprio. A alegação do PP é que, além de falsa, a imagem associa Mendes ao presidente, que “possui altíssimo índice de rejeição em pesquisas mais recentes”. A inciativa causou desconforto, já que partido é um dos alicerces do governo, e seu principal líder, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, é do Piauí.

DESISTÊNCIA DE BIVAR 

O presidente do União Brasil, Luciano Bivar, desistiu de sua candidatura ao Planalto e vai buscar se reeleger deputado. A anúncio foi feito no domingo (31.jul.22) durante a convenção do partido em Pernambuco, seu estado.

O próprio Bivar antecipou que a senadora Soraya Thronicke (MS), ex-aliada de Bolsonaro, o substituirá na eleição presidencial. Nos bastidores, porém, ele negocia apoiar o ex-presidente Lula (PT) em Pernambuco, em troca de ajuda dos petistas em sua candidatura, já que mudança de cargo embaralhou o jogo de caciques do União Brasil no estado.