20 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

Laerte Tetila esclarece que R$ 421 milhões destinados à saúde indígena são repassados para oito esta

Após o discurso revoltante do deputado Zé Teixeira (DEM), sobre uma pesquisa feita no Portal da Transparência, constatando que R$ 421 milhões do Ministério da Saúde são repassados para a Missão Evangélica Caiuá indígena de Dourados. Considerada uma verba alta, o deputado questionou que mesmo assim, os indígenas reclamam de conviver com caos na saúde.

Diante das reclamações, o deputado estadual Laerte Tetila (PT) usou a tribuna na manhã de hoje para esclarecer que a Missão funciona como um escritório central responsável distribuir a verba enviada pelo governo federal por oito estados de Mato Grosso do Sul.“Fiquei preocupado com os dados apresentados pelo deputado Zé Teixeira e fiz contato com a Sesai (Secretaria de Saúde Indígena), sendo informado que esses repasses são distribuídos para outros estados. O que acontece de fato é que a Missão Evangélica Caiuá ganhou credibilidade nos últimos anos e o governo federal disponibiliza a verba para ser repassada para comunidades indígenas”, afirma o deputado.

O deputado Tetila garantiu que os índios de Dourados recebem apenas uma parte dos R$ 421 milhões repassados. “Dourados recebe uma parte da verba para aplicar na saúde dos índios, mas não esse valor total como havia sido dito ontem pelo nobre deputado Zé Teixeira. Eu imaginei que havia algum erro e esse erro foi constatado e corrigido nesta casa”.

Mesmo recebendo uma quantia para aplicar na saúde, os índios constantemente que a saúde indígena está defasada e solicitam providências. Diante de problemas como este, os indígenas ameaçam bloquear rodovias e nesta semana fecharam a rodovia MS-156 como forma de protesto.

Dany Nascimento