16 de setembro de 2021
Campo Grande 32º 21º

Lama Asfáltica: Londres deve assumir presidência do PR e Giroto sair do partido

A- A+

O ex-deputado federal, Edson Giroto aguarda a confirmação do seu pedido de afastamento da presidência da executiva regional do Partido da República, em Mato Grosso do Sul, que foi encaminhada para executiva nacional em Brasília. A informação foi dada nesta terça-feira (10), pelo ex-deputado e vice-presidente da sigla Londres Machado (PR). “ Giroto havia feito o pedido de afastamento da presidência do PR logo após o início das investigações [Operação Lama Asfáltica], ele também pediu para sair do partido. Esta semana devo ir a Brasília para ver como está isso”, disse Londres.

O republicano evitou fazer avaliação prévia sobre a prisão de Edson Giroto, ocorrida na manhã desta terça-feira (10) e possíveis consequências que isso pode ter para partido nas eleições municipais em 2016. “Não vou fazer nenhuma avaliação agora. Temos de esperar o resultado das investigações para depois avaliarmos”, resumiu o ex-deputado. Edson Giroto teve a prisão temporária decretada pelo juiz Carlos Alberto Garcete, na noite de segunda-feira (9). por um período de cinco dias. 

A decisão é referente à investigação de contrato efetuado com a empresa de João Amorim, quando o ex-deputado era secretário de obras do governo de Mato Grosso do Sul.  Segundo investigações do MPE ( Ministério Público Estadual), a Proteco Construções Ltda teria obrigação de “recuperar a estrutura da faixa de rolamento da Rodovia MS-228, com aplicação de revestimento primário e implantação de dispositivos de drenagens na rodovia MS-228 no município de Corumbá, porém as obras não foram executadas.

Giroto está detido na sede do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) em uma cela pequena com dimensões 3x3 metros, sem chuveiro, sem cadeira, banco e sem janelas.