13 de abril de 2021
Campo Grande 33º 21º

BASTIDORES

Maia negocia filiação com tucanos e diz que Bolsonaro pode filiar-se ao DEM

Presidente pode ter que se filiar ao DEM para concorrer às eleições em 2022

Durante entrevista ao Valor Econômico, o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (ex-DEM) disse que ele poderá se filiar a sigla tucana PSDB, após deixar o DEM, devido a traição que sofreu. Maia também revelou que o presidente Jair Bolsonaro pode acabar concorrendo a presidência em uma filiação ao DEM. 

“O Luciano Huck estava filiado no DEM. Se decidisse ser candidato [à Presidência], estava 90% resolvido que se filiaria ao DEM. O Neto tem mais relação [com Huck] que eu. Eu tenho, mas o Neto também tem. Não descarto nem a hipótese de o Bolsonaro acabar filiado ao DEM”, disse.

Ao definir Huck, Maia disse: “Para mim, é mais centro-direita”. Ressaltando, no entanto, o alinhamento com a esquerda “pelo setor que ele trabalha”, de artistas.

“Para mim, é mais centro-direita… quem está no entorno dele, pelo que ele pensa, pelo que a gente conversa. Claro, pelo setor que ele trabalha, é mais de esquerda, artistas. Mas, na economia ele com certeza é um liberal, pensa em menos intervenção do Estado”, diz Maia, ressaltando que “na economia, ele tende a ser mais liberal pelos economistas que ele ouve, o Arminio [Fraga], o Marcos Lisboa”.

Maia disse ainda que não definiu qual partido deve se filiar ao deixar o DEM – disse apenas que será oposição a Bolsonaro -, mas já negocia com o PSDB uma possível filiação à sigla.

Leia também

• Bolsonaro perde Alcolumbre, comemora queda de Maia e negocia cargos para Arthur Lira

• Ex-presidenta tem apoio de FHC, Maia e Lula contra falas de Bolsonaro

• Homem desmaia em posto, morre e então testa positivo para COVID-19

• Aliados dizem que Maia ameaça dar aval a impeachment de Bolsonaro

• Derrotado por "aliança por Lira", Maia deixa o DEM após ser traído por "amigos"