26 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 24º

Mandetta afirma que cubanos estão sendo escravizados através de programa criado pelo PT

O deputado federal Antonio Carlos Biffi (PT) afirmou recentemente ao MS Notícias, que a médica cubana Ramona Rodriguez, que deixou o programa “Mais Médicos” e pediu ajuda ao DEM (Democratas) teria um combinado com partido para tentar denegrir a imagem da presidente Dilma Rousseff (PT). Ao tomar conhecimento da afirmação de Biffi, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) rebateu a afirmação e garantiu que não existe combinado.

 “Não existe nenhum combinado entre ninguém, a verdade é que o Biffi é um pobre coitado que não sabe o que fala. É um absurdo este programa, se a médica procurou o DEM é porque ela sentia segurança o suficiente para contar o que estava passando, porque se trata de uma exploração com os cubanos e ela teria total apoio. O pior cego é aquele que não quer ver e é isso que está acontecendo, como que poderia existir uma conspiração quanto a isso sendo que a médica recebia R$ 800,00 para trabalhar. Ela estava sendo escravizada assim como todos os médicos que fazem parte deste programa”, explica Mandetta.

Mas, Biffi (PT) acredita que se não houvesse nenhum combinado, a médica deveria ter procurado o órgão que foi contratada. Mandetta (DEM) destaca que a reação dos petistas seria de deportar a médica. “Ela nos procurou porque se procurasse o PT seria deportada no primeiro avião para Cuba. O que eles estão fazendo é um sistema de prisão dentro do Brasil, eles deviam estar preocupados em consertar essa pouca vergonha porque este assunto é um erro muito grande”, ressalta o deputado.

Alterado ao falar deste caso, Mandetta afirma que o nome do Partido dos Trabalhadores deveria ser alterado. “Eles deveriam mudar o nome de Partido dos Trabalhadores para Partidos dos Exploradores de Trabalhadores, porque isso que vem sendo aplicado por esse programa é uma exploração total. O Ministério Público vai entrar com uma ação porque mais de 100 pessoas já fugiram deste programa, que está escravizando cubanos no Brasil”.

Dany Nascimento