31 de outubro de 2020
Campo Grande 26º 18º

Manifestantes começam tumulto durante discurso de Siufi

Primeiro vereador da oposição a usar a palavra na sessão de julgamento, Paulo Siufi (PMDB) diz que respeita a decisão do juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos, Individuais e Homogêneos de Campo Grande, David de Oliveira Gomes Filho, mas não concorda.

Siufi lembra que a ação movida pelo MPE (Ministério Público Estadual) contra o prefeito Alcides Bernal (PP) por improbidade administrativa foi baseada no relatório da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Calote da qual ele participou.

Segundo ele, não se trata de uma disputa pelo poder, mas sim de exercer o direito á democracia. “Vou defender direito o povo de Campo Grande”, declarou.

O vereador argumenta ainda que a empresa Salute, contratada para fornecer merenda para os Ceinfs (Centros de Educação Infantil), foi criada às pressas apenas para vencer a licitação.

Ao mesmo tempo em que Siufi usa a tribuna, manifestantes pró-Bernal e a diretora-presidente da Agereg, Ritva Vieira, discutem com a polícia militar enquanto o prefeito pede aos alterados que se acalmem.

Um dos manifestantes chegou a ser retirado do prédio pela polícia.

Algumas pessoas gritam “fantasma” para o vereador que foi acusado de receber pela prefeitura pelo cargo de médico pediatra sem comparecer aos seus plantões. Mesmo com muitas vaias, Siufi se mantém firme e declara que votará pela cassação do prefeito.

Diana Christie e Heloísa Lazarini